Na noite desta quarta-feira (16) o São Paulo visitou o time do Trujillanos da Venezuela em partida válida pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores da América. O jogo terminou empatado por 1 a 1 e as chances de classificação do time brasileiro ficaram ainda mais remotas.

A esperança da torcida são paulina com a apresentação do time frente ao River Plate na semana passada parece ter se esvaído com a performance do time na partida de hoje.

O tricolor paulista voltou a jogar mal e não conseguiu se impor diante do fraquíssimo time do Trujillanos.

O São Paulo não conseguiu pressionar os adversários, e não criou chance de abrir o marcador no início do jogo. E o que parecia impensável, acabou acontecendo. Apesar da visível limitação técnica, o time do Trujillanos abriu o marcador aos 36 minutos após cruzamento da direita e cabeçada certeira de Rúben Rojas que, ganhou de Lugano na subida e venceu o goleiro Denis.

Mas o time brasileiro deu a entender que este gol não passaria de um susto, ou de um acidente de percurso. Dois minutos depois, a bola espirrada na área sobrou para Paulo Henrique Ganso que emendou de primeira para empatar o jogo. Mas não passou de mera impressão.

Na segunda etapa, o São Paulo teve a chance de ouro de resolver todos os seus problemas de incompetência. Ganso teve nos pés a oportunidade de virar o jogo através de uma cobrança de pênalti.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol

Ele bateu forte e acertou o travessão.

Tirando este pênalti, a chance de vitória ficou mais perto dos venezuelanos. Já no finalzinho da partida, o atacante Cabezas driblou dois marcadores de uma só vez com um “tapa” na bola e saiu de frente para o goleiro Denis. Mas na hora de se consagrar, ele chutou para fora.

O resultado foi sem dúvida um verdadeiro desastre para o São Paulo. O time ficou com apenas 2 pontos no grupo 1 da competição.

Menos pior que na outra partida do grupo, The Strongest e Ríver Plate ficaram no empate por 1 a 1 em La Paz. Bom pelo resultado, e também para mostrar que não é tão impossível não ser derrotado na altitude da Bolívia. Será que ao menos isso serve de estímulo para este time do São Paulo?

FICHA TÉCNICA TRUJILLANOS (VEN) 1 x 1 SÃO PAULO

Local:Estádio José Alberto Perez - Valera (Venezuela)

Data:16 de março de 2016 (quarta-feira)

Horário:19h30 (Horário de Brasília)

Árbitro:Wilson Lamouroux (Colômbia)

Assistentes:Alexander Leon e Dionisio Ruiz (Colômbia)

Cartões amarelos:Paez, Cova e Cabezas (Trujillanos)

Rodrigo Caio, Caramelo e Carlinhos (São Paulo)

Gols: Rojas 36’ do primeiro tempo (Trujillanos)

Ganso 38’ do primeiro tempo (São Paulo)

TRUJILLANOS-VEN:Pérez; Granados, Cuevas, Erazo e Paez; Sosa (González), Osorio, Cova, Cabezas e Nieves (Britos); Rojas (Vivas).

Treinador: Horacio Matuszyczk.

SÃO PAULO:Denis; Bruno (Caramelo), Lugano, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes, Centurión (Rogério), Ganso e Carlinhos (Kelvin); Alan Kardec.Treinador:Edgardo Bauza

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo