O jogo entre o Cruzeiro e o Guarani de Divinópolis, neste domingo (3), foi marcado por dois tempos distintos.

O primeiro tempo foi dominado pela equipe celeste. Afrágil equipe do Guarani de Divinópolis levou dois gols do adversário, sem contar o susto de três bolas na trave. No segundo tempo, a partida foi sonolenta, e a equipe do interior não teve qualidade técnica para buscar uma reação.

O Guarani está em último lugar no campeonato e vai lutar por uma vaga na primeira divisão, na última partida da primeira fase, no próximo final de semana, contra o Vila Nova, em Divinópolis.

Já o Cruzeiro enfrenta, fora de casa, o Boa Esporte, que também está em situação complicada na tabela.

No jogo de hoje, a equipe cruzeirense batalhou muito no primeiro tempo e mereceu os dois gols. O primeiro foi de Alisson, após uma grande jogada de Élber, e Mayke, pela direita, rolou no meio da área para o atacante da seleção olímpica fazer o primeiro gol no Mineirão.

A vitória ficou praticamente garantida após uma bela cobrança de falta do argentino Sanches Miño, que mandou a bola no ângulo do goleiro do bugre de Divinópolis.

O fim do primeiro tempo ficou marcado com um atuação boa da equipe celeste.

A segunda etapa foi fraca tecnicamente e as duas equipes tiveram poucas chances de gol. O Cruzeiro que venceu, no domingo passado, o Atlético por 1x0,garantiu, na tarde de hoje, a primeira colocação no campeonato,e vai disputar as finais por quatro resultados iguais.

Agora, a equipe do treinador Deivid tem uma semana de descanso para fazer a primeira partida da semifinal.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Cruzeiro

O adversário será conhecido no próximo domingo. Na partida de hoje, alguns jogadores se saíram bem como Élber, Arrascaeta, Alisson e Sanches Miño, que marcou o seu primeiro gol com a camisa cruzeirense. Contra o Boa Esporte, Deivid já tem dois desfalques certos, Sanches Miño e Lucas Romero que tomaram o terceiro cartão amarelo. A tendência é que o treinador coloque uma equipe mesclada com reservas para dar ritmo a outros jogadores que não tiveram oportunidades no torneio.

A fase decisiva vai pegar fogo!

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo