Finalmente, foi oficializado o que já estava se esperando, o goleiro Danilo Fernandes, desde o início de abril, estava fora do Sport. No último domingo, após ter perdido para o Santa Cruz o título do Campeonato Pernambucano, Danilo Fernandes, que já não concedia coletivas, pediu parafalar e despedir-se da torcida. Após um ano e meio residindo na Ilha do Retiro, o detentor da camisa 12 está rumando para o clube gaúcho Internacional, tendo esta segunda-feira (9), como o dia da mudança para o novo endereço em Porto Alegre.

Ao se despedir, o até então camisa 12 disse saber que muitos já estavam imaginando que aquele teria sido o seu último jogo pelo Sport. Disse estar saindo frustrado por não ter conseguido dar para a torcida o título desse clube tão vitorioso, mas que saíade cabeça erguida por ter feito ali um bom trabalho. Disse que estava ciente de que doou-se quando foi exigido e acredita ter correspondido. Danilo também agradeceu a toda equipe, não se esquecendo de todos os funcionários do clube, como também a diretoria, jogadores e, claro, a torcida que caracterizou como maravilhosa por ter apoiado a ele e ao clube, no momento mais difícil, referindo-se a saída do Magrão, quando este teve uma lesão.

Lembrou a dificuldade que é substituir um ídolo e emocionou-se ao lembrar do apoio ofertado a ele, por Magrão, antes das partidas. E categorizou, "Magrão merece todo o respeito, e de tudo o que conquistou é ele merecedor". Entre os agradecimentos, questionou se deveria se desculpar pelo fato de não ter dado o título que, mais uma vez, ressalvou que era merecido por essa torcida. Concluiu retomando o agradecimento, dizendo que acreditava, com todo o seu coração, que estava diante deles um “cara” que compreendia o quão gigante e pesada era aquela camisa.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol

Em janeiro de 2015, chegava ao Sport o goleiro Danilo Fernandes, discreto e desconhecido. Vinha do Corinthians, seu antigo clube, como terceiro reserva. Em Recife, contratado pelo Sport, era reserva de Magrão. O último nome a ser anunciado no primeiro pacote do Sport, naquela temporada. Soube desde o início que iria ter que esperar o momento e uma chance para mostrar seu Futebol. Foi utilizado por quatro vezes no Campeonato Pernambucano e, mesmo assim, com o time reserva, somente no Brasileirão.

Ao que tudo indica, Magrão reassume o gol mesmo não sabendo se será o titular absoluto já que o Leão está no mercado a procura.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo