O zagueiro Yago, do Corinthians, foi flagrado no antidoping, exame que é realizado pela urina do atleta após o final da partida. O ocorrido aconteceu no duelo contra o Santos, em partida que era válida pelo Campeonato Paulista. De imediato o beque pegou um gancho de 30 dias, o Timão enviou uma contraprova para o órgão responsável, mas não obteve sucesso. Yago teve julgamento marcado para esta segunda-feira (30), mas o Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paulista de Futebol decidiu adiar para a próxima sexta, dia 6 de junho.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Polícia

O Corinthians está sem Yago desde o dia 10, dia em que se iniciou a sua suspensão, que por enquanto está valendo por 1 mês. No dia do julgamento, o zagueiro deve estar ao lado do médico do clube, trata-se do doutor Joaquim Grava, que se diz responsável pelo medicamento irregular.

Já com sua defesa preparada, o Timão diz que o adiamento pedido pelo relator do processo Luiz Roberto Martins Castro, não vai interferir na estratégia de defesa do clube.

A substancia que foi encontrada no organismo do jogador é chamada de betametasona, que, segundo o médico, foi ingerida para aliviar as dores nos joelhos. Joaquim Grava relata que o medicamento estava registrado na súmula ainda pela primeira fase do Campeonato Paulista, mais precisamente contra o Santos.

A suspensão do atleta foi anunciada pela Federação Paulista de Futebol (FPF) na terça-feira, dia 10 de maio. O exame deu positivo no dia 6 de março, mas foi depois de sua eliminação do Paulistão contra o Grêmio Osasco Audax que o Timão decidiu comunicar o problema. Naquele momento o Corinthians acreditava que Yago seria absolvido, já que o medicamento é regularizado pela entidade máxima do futebol (FIFA), desde que não seja utilizada para princípios ativos.

Os melhores vídeos do dia

Mesmo suspenso, Yago segue treinando normalmente no CT Joaquim Grava, mas sem poder atuar em partidas oficiais, e por esse motivo o atleta anda meio cabisbaixo já que vinha atuando em grande estilo ao lado de Felipe. Agora, Vílson é o atual titular, já que Balbuena está na seleção paraguaia. Tite tem apenas mais uma opção no banco, trata-se de Pedro Henrique, que subiu das divisões de base alvinegra.