O Fluminense continua adotando medidas para reduzir os prejuízos financeiros da ausência de Maracanã e Engenhão (reservados para o Comitê Olímpico Internacional até outubro). Nesta segunda, surgiu a informação de que o Tricolor das Laranjeiras irá exercer o seu mando diante do Corinthians no próximo dia 16 de junho (quinta), às 20h (de Brasília), válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, no Mané Garrincha.

Os detalhes da negociação permanecem em sigilo, mas, nos bastidores, sabe-se que a equipe das Laranjeiras verá entrar cerca de R$ 1 milhão líquidos em seus cofres.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal PaixãoPorFutebol

Esta será a terceira vez da agremiação do Rio de Janeiro no tradicional estádio da capital do país. Pela primeira fase do Campeonato Carioca, o time, então dirigido por Eduardo Baptista, não teve sorte e acabou vendo o Flamengo vencer por 2 a 1.

Já nas semifinais da Primeira Liga, o desfecho foi altamente positivo. Sob o comando de Levir Culpi, o Fluminense, depois de um empate de 2 a 2 no tempo normal, arrancou para o inédito título da competição ao despachar, nos pênaltis, o Internacional pelo placar de 3 a 2.

Por outras duas ocasiões, ambas pelo Estadual, o Flu usou praças fora do Rio. No Kléber Andrade, em Cariacica, o adversário foi o Botafogo. Já na Arena da Amazônia, em Manaus, o embate se deu contra o Vasco. Em ambas, derrotas de 2 a 0 e 1 a 0, respectivamente.

Poucos torcedores no Raulino de Oliveira

Outra opção bastante utilizada pelo clube nessa temporada é o Raulino de Oliveira, como aconteceu no clássico de domingo, quando acabou com o jejum de vitórias nos clássicos regionais ao fazer 1 a 0 sobre o Botafogo. No entanto, os jogos em Volta Redonda não vêm agradando, especialmente por conta da baixa presença de torcedores no estádio.

Os melhores vídeos do dia

Tentando se precaver de um desgaste, o Fluminense, recentemente, firmou um vínculo de parceria com o América/RJ para utilizar as dependências do Giulite Coutinho, em Édson Passos. No momento, o estádio da Baixada vem passando por reformas e a tendência é que a "nova casa" do Tricolor só esteja à disposição no próximo dia 12, contra o Grêmio.