O Brasil está investindo pesado na realização dos Jogos Olímpicos, mas a falta de infraestrutura do país e de modo especial do Rio de Janeiro já começa a dar sinal de que irá prejudicar o evento. Faltam menos de três meses para o Rio-2016 e os estrangeiros já pensam em desistir de viajarem para cá, por causa da insegurança e também o problema de poluição das águas onde as provas serão realizadas.

Vários correspondentes estrangeiros que trabalham aqui no Brasil já alertaram lá fora sobre a falta de segurança por aqui, principalmente na cidade do Rio de Janeiro. Alguns turistas chineses já desistiram de vir assistir aos jogos justamente por causa destes comentários que em nada favorecem o Brasil lá fora, muito pelo contrário, só contribuem para piorar ainda mais sua imagem.

E para complicar ainda mais a situação, os turistas, jornalistas e esportistas estrangeiros estão ficando com medo dos terroristas que já avisaram nas redes sociais que aproveitarão os Jogos Olímpicos no Brasil para darem o seu "recado".

Quando questionados sobre o temor dos correspondentes em relação à Violência que se instalou no Rio de Janeiro, tanto a Secretaria de Estado de Segurança como também a Polícia Federal preferiram se calar, evitando qualquer tipo de comentário.

A qualidade da água na Baía de Guanabara é outro grande problema e um ponto que vem recebendo muitas críticas dos estrangeiros. Apear das obras olímpicas terem sido concluídas dentro do prazo, as autoridades responsáveis juntamente com o Governo não conseguiram limpar a água da Guanabara.

A Agência Reuters informou que a segurança é o grande desafio do Rio -2016, pois além dos assaltos nas ruas ainda tem a questão do terrorismo.

Os melhores vídeos do dia

A CCTV, da China, também teme pela segurança e os chineses que já foram assaltados na Cidade Maravilhosa foram embora assustados e avisando a todos por lá que é melhor não se arriscarem.

Resta saber se neste pouco tempo que falta para os Jogos Olímpicos, o Governo conseguirá dar uma resposta à altura que consiga mudar a imagem do país lá fora.