Dentre as grandes atrações das últimas edições dos Jogos Olímpicos, sem dúvida alguma, a dupla de tenistas Serena e Venus Williams merece destaque. As irmãs norte-americanas conquistaram a medalha de ouro na disputa de duplas do Tênis por três vezes nas últimas quatro edições do maior evento esportivo mundial (2000, em Sidney, na Austrália, 2008 em Pequim, na China, e em 2012, em Londres, na Inglaterra).

Somente no ano de 2004, em Atenas, na Grécia, as duas não colocaram a medalha de ouro olímpica sobre o peito nesta modalidade.

Em entrevista dada nesta segunda-feira, 09 de maio, durante a estreia do WTA de Roma (Itália), Serena Williams, a caçula das irmãs (21 anos), afirmou que sonha em disputar a Rio 2016 em agosto ao lado da irmã mais velha, Venus (35 anos), e, juntas, conquistarem a quarta medalha de ouro na disputa das duplas.

Na disputa individual, Serena é a atual campeã, pois venceu em Londres (2012), onde foi realizada a última edição dos Jogos Olímpicos.

A conquista ocorreu 12 anos depois da vitória de Venus, que conquistou o ouro na disputa individual em Sidney, no ano 2000.

E a possibilidade da dupla disputar mais uma edição das Olimpíadas, desta vez no Brasil, é mesmo muito grande. Isso porque, Serena Williams vive um grande momento na carreira (ela atualmente é a número 1 do ranking mundial). Já Venus, deve ser homenageada pela delegação dos Estados Unidos, pois esta pode ser a última participação da tenista nos Jogos Olímpicos.

Ainda com relação à entrevista dada nesta segunda por Serena, ela disse que “ama jogar ao lado da irmã” e que “aguarda o convite” da equipe estadunidense para confirmar a participação da dupla na disputa do Rio de Janeiro em agosto.

Os melhores vídeos do dia

As irmãs tenistas norte-americanas estrearam com derrota na disputa das duplas no WTA de Roma. Elas não jogavam juntas desde 2014. No entanto, isto não abalou a confiança de Venus Williams, que, em seguida, venceu em sua estreia na disputa individual e avançou para a próxima fase da competição.

Serena Williams também comentou sobre a derrota desta manhã ao lado da irmã. Ela disse que o fato de estarem há quase dois anos sem jogar juntas “atrapalhou um pouco”, mas que “estarão prontas para a Rio 2016”, caso sejam convidadas para representarem os Estados Unidos em mais uma edição dos Jogos Olímpicos.