Para facilitar a locomoção durante os Jogos Olímpicos Rio 2016, os turistas que irão visitar o Rio de Janeiro terão a chance de adquirirem bilhetes eletrônicos especiais, no período das olimpíadas, para a utilização dos serviços de transporte público, evitando assim a perda de tempo no trânsito. Entre os dias 5 de agosto e 21 de agosto, como acontece em cidades como, por exemplo, Londres, Nova Iorque e Paris, as tarifas eletrônicas do transporte público serão cobradas por diárias ao invés de viagens realizadas.

Publicidade
Publicidade

Um bilhete eletrônico válido pelo período de 24 horas, custará R$ 25 ao turista em visita à cidade maravilhosa. Isso significa que o viajante poderá circular pelo Rio de Janeiro quantas vezes quiser através do transporte público, sem precisar pagar a mais por isso. Apesar de ser desvantajosa para um morador, a tarifa especial de R$ 25, como diária, é ideal para quem se locomove de um ponto turístico ao outro, já que, de táxi, um turista gasta muito mais por trecho percorrido.

Publicidade

O bilhete eletrônico para 3 dias, por sua vez, custará R$ 70, ao passo que o bilhete eletrônico para 7 dias custará R$ 160.

Os valores aplicados no bilhete eletrônico de 7 dias são semelhantes ao que é cobrado na cidade de Londres, na Inglaterra. Por lá, o custo é de £ 32, que, convertido em reais, equivale a R$ 162, ou seja, apenas R$ 2 de diferença. Contudo, Rio de Janeiro e Londres são cidades com um custo de vida mais elevado do que Nova Iorque, nos Estados Undos, e Paris, na França.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Curiosidades

Em Nova Iorque, o custo é de U$ 31, ao passo que em Paris o custo é de € 21. 

O uso do transporte público no Rio de Janeiro durante as olimpíadas é importante pelo fato de que também não será possível transitar com veículos (privado ou táxi) nas proximidades do evento, tal como acontece com o Rock in Rio, festival nacional de música que acontece anualmente. Apenas serão permitidas as entradas de policiais e do governo, além das ambulâncias e da imprensa.

Há uma multa para quem descumprir essa exigência, que custa R$ 1.500.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo