Considerado por muitos o melhor treinador do Brasil, Tite não consegue nos números, amparo para essa afirmação. Comparando-se o aproveitamento do técnico com os rivais que vão disputar a Série A do Brasileirão em 2016, o comandante do Corinthians aparece apenas em 4º lugar no ranking que leva em consideração todos os resultados conseguidos pelos "professores" em jogos na divisão de elite do Futebol nacional desde que o sistema de pontos corridos foi implantado (2003-2015).

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

O líder dessa listagem é justamente o treinador do Grêmio, Roger Machado, adversário do Corinthians na primeira rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo acontece no domingo, 15 de maio.

Roger assumiu o Tricolor Gaúcho na temporada passada e conseguiu ganhar 60,95% dos pontos disputados nos 35 duelos em que esteve na direção da equipe. Tite, que já passou por seis diferentes equipes no Brasileirão, incluindo o Grêmio, tem um currículo bem maior, de 331 partidas na competição, e apresenta aproveitamento de 53,47%.

Se, ao contrário de Roger, Tite tem duas conquistas de título do Brasileirão em sua carreira, também carrega o peso de um rebaixamento. Ele participou da campanha do Atlético-MG em 2005. Embora tenha sido demitido durante o torneio e não estivesse no banco na rodada da queda, foi o responsável pelo time em 40,48% da competição.

Muricy e Levir Culpi também superam técnico corintiano

Tite é superado também por dois outros treinadores. Um deles é Muricy Ramalho, atualmente no Flamengo, e quatro vezes campeão nacional no sistema de pontos corridos (três pelo São Paulo e uma pelo Fluminense).

Os melhores vídeos do dia

Com 440 partidas disputadas, o comandante rubro-negro tem índice de 56,97% de faturamento de pontos.

O pódio dos técnicos com maior aproveitamento é completado por Levir Culpi, do Fluminense. Vice-campeão brasileiro com o Atlético-MG em 2015, ele possui índice de 56,45% em 137 partidas na competição.

A listagem é completada da seguinte maneira: 5) Ricardo Gomes, Botafogo, 52,52%; 6) Cuca, Palmeiras, 50,53%; 7) Dorival Júnior, Santos, 47,90%; 8) Oswaldo de Oliveira, Sport, 46,53%; 9) Argel Fucks, Internacional, 46,07%; 10) Milton Mendes, Santa Cruz, 45,24%; 11) Eduardo Baptista, Ponte Preta, 44,74%; 12) Paulo Autori, Atlético-PR, 44,20%; 13) Diego Aguirre, Atlético-MG, 43,75%; 14) Vagner Mancini, Vitória, 40,30%; 15) Guto Ferreira, Chapecoense, 40,08%; 16) Givanildo Oliveira, América-MG, 38,79%; 17) Gilson Kleina, Coritiba, 36,31% e 18) Vinicius Eutrópio, Figueirense, 34,48%.

A relação só tem 18 dos 20 treinadores que vão disputar a edição de 2016 do torneio uma vez que dois dos comandantes do times da elite do futebol brasileiro são estreantes. O argentino Edgardo 'Paton' Bauza, do São Paulo, fará sua primeira partida na competição domingo contra o Botafogo. O Cruzeiro também terá um novato no torneio. O português Paulo Bento, no entanto, só dirigirá o time a partir da segunda rodada.