Como já é de costume, toda quinta-feira o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio 2016 colocam a venda novos ingressos de diversos esportes e de sessões que estavam lotadas nas últimas vendas. A abertura para a venda de ingressos desta quinta-feira (26) é muito aguardada pelos amantes do tênis. O Comitê Organizador anunciou que, depois de oito meses, um novo lote de ingressos para ver Djokovic, Federar, Murray, Nadal e muitos outros astros do tênis mundial estará disponível.

Com a presença garantida do Big4 do tênis masculino, possivelmente a última oportunidade de ver Serena Williams de perto, correm boatos que ela se aposenta no fim do ano, e a dupla brasileira Marcelo Melo e Bruno Soares, que tem grandes chances de medalha, possivelmente até de ouro, o tênis é um dos esportes mais aguardados pelos torcedores.

Estarão disponíveis ingressos para 28 sessões, apenas as de número 3 e 9 não estarão sendo vendidas na abertura ao meio dia de quinta-feira. 

Três quadras irão receber os jogos de tênis: Quadra Central, Quadra 1 e Quadra 2. Os preços das duas últimas são os mesmos. Já na Quadra Central varia dependendo dos jogos.

Quadra Central: de 70 reais a 700 reais

Quadra Central (finais): de 220 reais a 700 reais

Quadra 1: a partir de 70 reais

Quadra 2: a partir de 70 reais

Handebol

Também serão disponibilizados ingressos para as disputas de handebol, tanto masculino como feminino. Diferente do tênis, que ainda não houve o sorteio das chaves, o handebol já possui os grupos definidos, as ordens dos confrontos e os horários dos jogos. Então, caso queira acompanhar algum jogo específico, ou está interessado em todos os jogos das seleções brasileiras, veja os horários das partidas clicando aqui.

Os melhores vídeos do dia

O preço dos ingressos variam, sendo o mais barato no valor de 70 reais. Se você estiver interessado, é bom se apressar, porque, diferente do tênis, não faz muito tempo o Comitê Organizador já disponibilizou uma carga de ingressos para o handebol. E só lembrando, a seleção feminina foi campeã mundial em 2013, então é uma boa possibilidade de acompanhar uma medalha brasileira.  #Rio2016