Nas arquibancadas, o massacre ficou por conta da torcida do Flamengo, porém, dentro das quatro linhas, com falhas dos dois sistemas defensivos, o Fluminense levou a melhor e, no clássico deste domingo, realizado na Arena das Dunas, em Natal, válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, derrotou o rival por 2 a 1.

Graças aesse resultado, o Tricolor das Laranjeiras subiu na classificação da Série A.

Chegando aos 16 pontos, assumiu, no momento, o nono lugar da competição. Além disso, quebrou um jejum de três jogos sem vencer o Rubro-Negro, que se manteve com 17 pontos, mas caiu para a sexta posição.

Ambos voltam a campo na próxima quarta. Às 19h30 (de Brasília), o Flamengo exercerá o seu mando contra o Internacional no Kléber Andrade, em Cariacica, região metropolitana de Vitória, no Espírito Santo.

Enquanto isso, o Fluminense, a partir das 21h45 (de Brasília), tentará mais três pontos diante do São Paulo.

O JOGO

Empurrado pela massa presente, o Flamengo foi o dono das ações no primeiro tempo. Com toques rápidos, a equipe dirigida por Zé Ricardo criou inúmeras oportunidades. A melhor delas veio com Alan Patrick logo aos cinco minutos. Depoisde passe de Marcelo Cirino pela direita, o camisa 19recebeuno lado esquerdo, mas, na hora de concluir, foi atrapalhado por Cícero.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Flamengo PaixãoPorFutebol

Do outro lado, o Fluminense praticamente não ameaçou. A única chance veio aos 25, em uma finalizaçãode Magno Alves, que, da entrada da área, chutou de canhota. A bola desviou na zaga, mas foi em cima de Alex Muralha, que defendeu com tranquilidade.

Na volta do intervalo, o Rubro-Negro sacou Éderson, que não teve uma boa atuação, para a entrada de Émerson. No entanto, o Tricolor veio mais organizado e, aos três minutos, abriu o placar.

Gustavo Scarpa bateu córner da direita, Gum não alcançou, mas William Arão, no ímpeto de cortar, mandou para as próprias redes.

A reação do Flamengo não demorou. Aos 11, depois de um bate-e-rebate pela direita, Allan Patrick, da entrada da área, chutou. Diego Cavalieri espalmou, Gum errou na hora de dominar a bola e Guerrero, de cabeça, igualou o clássico.

Com o empate sendo ruim para as duas equipes, o jogo ficou mais aberto.

Aos 22, Alan Patrick bateu falta do lado esquerdo, a defesa do Fluminense tenta fazer a linha de impedimento, mas Wellington Silva erra e deixa Rafael Vaz em posição legal. Sozinho, o zagueiro toca na saída deCavalieri, mas o lateral tricolor se recupera e evita o gol.

Aos 25, Magno Alves recebeu passe, entrou livre pela direita, mas isolou por cima do travessão. Imediatamente após a esse lance, ocamisa 20 e Maranhão foram substituídos, respectivamente, por Osvaldo e Richarlison.

A estratégia de Levirteve a suarecompensa aos 30 minutos. Fernandinho perde a bola no campo de ataque, e no contra-ataque, Rafael Vaz erra feio no recuo. Richarlison fica com a bola para driblar Muralha e fazer de pé esquerdo. Foi o primeiro gol do atacante desde que chegou ao Fluminense no final do ano passado.

A partir daí, o Flamengo tentou uma pressão, mas esbarrou no sistema defensivo do Fluminense, que, em contra-ataques, teve duas chances para ampliar. No final, alegria dos tricolores, que, mesmo em menor número, aproveitaram para brincar com os rubro-negros.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo