A escalação de Ricardo Gomes para o jogo contra o Figueirense na última quarta-feira surpreendeu ao ver o anúncio do nome do centroavante Anderson Aquino. O atleta foi escalado para defender a camisa do Botafogo apenas seis vezes desde que chegou, como titular foram míseros quatro jogos. O fato de estar atuando mal, e não ter marcado os gols que eram esperados que fizesse, tem irritado a torcida.

No empate por 0 a 0 contra o Figueirense o jogador foi duramente criticado e muito vaiado no momento em que foi substituído por Luis Henrique.

Apesar da má fase, Aquino se mostrou com um pensamento diferente dos torcedores. Em entrevista o atleta revelou que a insatisfação é com todos os jogadores, e não somente com ele. Para ele se o problema fosse isolado em um jogador, facilmente poderia ser resolvido, mas o problema na visão de Aquino é coletivo. Como solução indicou que precisassem reagir como equipe, pois condições para isso o time tem.

Aquino ainda falou que não será possível sair dessa fase sem o apoio da torcida, até que os torcedores voltem a crer no time que defende o clube de General Severiano, muito trabalho terá que ser feito. Sem negar a delicadeza e a complexidade do momento, o atleta falou que espera que essa fase possa findar o mais breve.

As vaias se deram pois Aquino, como centroavante, tem atuado muito abaixo do esperado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol

No jogo nenhuma finalização foi feita por ele. Foram 61 minutos em campo e nada próximo de um gol. A bola chegou poucas vezes com qualidade, é fato, mas os três impedimentos deixaram ainda mais impacientes os torcedores nas arquibancadas. O atacante garante que se cobra bastante para que a “zica” possa ser afastada de vez.

Na mesma entrevista que foi concedida após o jogo, Aquino falou que se cobra muito e que as muitas expectativas em relação a ele torna a cobrança ainda maior: "talvez uma das maiores", acredita o atleta que ficou ainda mais chateado por sair sem ter marcado nenhum gol.

Jogos que encerram com empate ou derrota minam a confiança: "até os melhores estão sujeitos a isso", disse Aquino. Encerrou dizendo que empenho e dedicação não irão faltar, e que em algum momento a assertividade irá vir e os gols irão ser feitos: "A bola vai entrar!".

O próximo embate do Botafogo será contra o Internacional, o jogo que valerá a 11ª rodada do Campeonato Brasileiro será no Beira Rio, ou seja, um jogo complicado pro Botafogo, que continua na zona do rebaixamento.

Vencer no domingo é muito importante, pois os três pontos farãoa diferença. Ricardo Gomes deverá colocar em campo Ricardo Pimpão. Se há alguma lógica no que foi dito por Aquino, de que a má fase é coletiva e nada tem a vercom atuações individuais, então pouco importa quem vai ser a pessoaque irá levar o Botafogo de encontro com as vitórias.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo