Anúncio
Anúncio

O site espanhol Sport.es informou, na manhã desta sexta-feira (10) na Espanha, madrugada no Brasil,  que o presidente do Barcelona Joseph Maria Bartolomeu convocou uma reunião extraordinária com sua diretoria para as 14 horas (horário da Espanha) para discutir a situação de Neymar junto ao fisco espanhol. O jogador e seu pai são acusados pela justiça espanhola de terem fraudado 14 milhões de euros, cerca de 56 milhões de reais aquando da transferência de Neymar Jr. do Santos para a Europa. O presidente do clube espanhol, Joseph Maria, tomou a decisão de convocar esta reunião após o Fisco espanhol acusar o craque Neymar e seu pai formalmente de corrupção. 

Neste encontro, o mandatário do Barcelona, que também está envolvido nestas acusações, pretende buscar junto de seus pares uma melhor solução para o clube e o jogador.

Anúncio

Até porque uma das exigências do Neymar e seu pai para que o brasileiro renove o contrato com o clube é de que o jogador fique isento de qualquer delito e que todas as questões legais sejam resolvidas. Por isto, é bem provável que o clube assuma toda a responsabilidade do processo e libere desta forma o atleta. 

Claro que esta estratégia não depende apenas do Barcelona, mas também do procurador-geral que está tratando do caso junto à Justiça espanhola. Fontes consultadas pelo site sport.es dão conta de que este acordo com o procurador buscaria isentar o próprio Neymar, o presidente do Barcelona Joseph Maria, além do ex-mandatário do clube, Sandro Rosell, mediante o pagamento de 5 milhões de euros, algo em torno de 18 milhões de reais.

Anúncio
Os melhores vídeos do dia

Desta forma todas as partes envolvidas estariam livres deste processo que já se arrasta há algum tempo junto a justiça espanhola.

Se esta estratégia der certo, o craque do Barcelona terá resolvido metade dos seus problemas, já que no Brasil o MPF acusa Neymar e seu pai de criarem empresas de fachada e adulterar documentos para diminuir a carga tributária sobre os ganhos do atacante da Seleção Brasileira. Este processo ainda está em tramitação.