Mesmo sabendo que Claudio Aquino teve problemas de comportamento, o Fluminense investiu no meia argentino, com passagens por Independiente e Godoy Cruz, para ser um de seus reforços, visando o segundo semestre da atual temporada. Nesta segunda, em entrevista concedida ao repórter Wilson Pimentel, da Rádio Tupi, o diretor-executivo de Futebol Jorge Macedo explicou o porquê de o Tricolor ter feito essa contratação.

Publicidade
Publicidade

Segundo o dirigente, não há como prever como Aquino se portará no Rio de Janeiro, mas é um jogador de qualidade, mais amadurecido e buscando reencontrar o seu futebol.

"Garantia (de ele não arrumar confusão no Rio) ninguém tem. É um jogador que tem muito potencial. Precisava respirar novos ares. Ele sabe que fez algumas coisas no passado e amadureceu bastante, é noivo, está para casar e vem para o Fluminense como a chance da vida dele", explicou o dirigente.

Publicidade

Tendo 25 anos e nascido em Adrogué, região metropolitana da capital Buenos Aires, Aquino também vestiu, em seu país, o Ferro Carril Oeste. Inicialmente, assinou um vínculo com o Flu por empréstimo até julho de 2017. Caso agrade, a equipe das Laranjeiras terá a primazia de adquiri-lo em definitivo junto ao Independiente.

Claudio Aquino integrou um pacotão de seis jogadores trazidos pelo Fluminense nos últimos meses.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol PaixãoPorFutebol

Além dele, vieram os apoiadores Danilinho, Marquinho e Alexis Rojas. Completam a lista, os atacantes Wellington e Henrique Dourado. 

A expectativa da diretoria e da torcida é que o rendimento do time cresça, especialmente no segundo turno do Campeonato Brasileiro. Em 12º lugar, o Tricolor volta a atuar pelo principal certame do futebol nacional no próximo domingo, às 11h (de Brasília), quando recebe, no Giulite Coutinho, em Édson Passos, distrito de Mesquita, no Grande Rio, a Ponte Preta. 

Antes, na quarta, a partir das 21h45 (de Brasília), o desafio é o confronto de volta da terceira fase da Copa do Brasil.

Depois de ficar no 1 a 1 na partida ocorrida no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, o Fluminense, se quiser avançar no torneio, precisa vencer ou empatar por, no mínimo, 2 a 2 com o Ypiranga-RS no Colosso da Lagoa, em Erechim, interior do Rio Grande do Sul.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo