Com 100% de aproveitamento em casa, duas vitórias seguidas, a liderança do campeonato e ainda dono do artilheiro do Brasileirão – Gabriel Jesus, com 10 gols -, o Palmeiras volta a colocar a sua boa fase em análise na noite desta terça-feira, 12, contra o Santos, no Allianz Parque, às 20h30, fechando a décima quarta rodada. Até o momento, o Verdão não dá mostras de que vai escorregar e entregar o primeiro posto.

Publicidade
Publicidade

Se o mantiver até dezembro, voltará a comemorar um título que já não vem desde 1994.

Técnicos, dirigentes, jornalistas e até jogadores são sempre unânimes em afirmar qual é o grande diferencial no Brasileirão de pontos corridos: um elenco qualificado e numeroso, capaz de fazer com que o time mantenha o mesmo rendimento com diferentes peças. Contra o Santos, nesta terça, o Palmeiras poderá medir a força do seu grupo, já que os atacantes Gabriel Jesus e Róger Guedes, destaques do time no primeiro turno, estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo.

Publicidade

A tendência é que o técnico Cuca escale Erik e o paraguaio Lucas Barrios no comando de ataque no duelo contra o Peixe. Dudu, que não jogou contra o Sport na segunda-feira passada, em decorrência de dores musculares, também está de volta ao time. Para o jornalista esportivo e comentarista dos canais SporTV e Premiere FC, o torcedor alviverde pode ficar tranquilo, pois é justamente na força do seu elenco que a equipe se sobressai com relação aos demais adversários no campeonato.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Palmeiras

“Eu entendo que o elenco do Palmeiras é superior ao demais times do Brasileirão. Só o Atlético-MG consegue se aproximar. Vamos partir do exemplo da vitória por 3 a 1 diante do Sport, em Recife, na última segunda-feira. O Palmeiras perdeu quatro titulares para o clássico contra o Santos: Gabriel Jesus, Thiago Santos e Roger Guedes, suspensos, e Moisés, com lesão muscular. Qualquer time que perdesse quatro de uma só vez estaria em desespero”, avaliou Ademar, em entrevista exclusiva à Blasting News Brasil.

“Porém, veja as opções do Cuca para o jogo contra o Santos. Ele tem o Cleiton Xavier, que estava no banco, o Dudu que estava machucado, Rafael Marques, Egídio – colocando Zé Roberto no meio –, Fabiano, com Jean no meio, mais Fabrício, Matheus Salles e Barrios. E ainda tem Gabriel, Alione e Arouca, que se recuperam de lesão. Isso sem falar no Alecsandro, que está encerrando o seu período de suspensão. Ou seja, opções e mais opções”, elogiou.

Publicidade

Tabela

Mesmo com a superioridade em termos de elenco citada pelo jornalista, o Palmeiras ainda não vê a mesma vantagem na tabela de classificação do campeonato. A rodada do final de semana não foi boa para a equipe do Allianz Parque, já que os seus dois rivais mais diretos venceram os seus compromissos. O Corinthians atuou com segurança em Chapecó no sábado e fez 2x0 sem maiores problemas na Chapecoense.

Publicidade

Já o Grêmio passou sufoco, mas bateu o Figueirense por 2x1 em Porto Alegre e também encostou.

Com isso, o time do técnico Cuca se mantém líder com um jogo a menos (o do Santos, nesta terça) tendo 28 pontos – a mesma pontuação do Corinthians, que já jogou na rodada. Em terceiro lugar, aparece o Grêmio, com 27. O Flamengo fecha o G4 com 23 pontos, mas pode ser ultrapassado caso o Santos vença o Palmeiras. No momento, o Peixe tem 22 pontos, na sexta colocação.

A missão santista é das mais ingratas. Tentará fazer o que ainda nenhuma outra equipe do campeonato conseguiu: vencer no Allianz Parque e impor um tropeço a um time que se mostra bastante consolidado na liderança.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo