Após 41 anos sem vencer a França, Portugal quebrou o tabu e conquistou o título inédito de campeão da Eurocopa 2016, vencendo o jogo na prorrogação por 1 a 0, durante final inédita realizada neste domingo (10), às 16 horas (de Brasília), no Stade de France, em Paris. A seleção francesa já havia sido campeã do torneio nos anos de 1984 e 2000.

Num jogo empolgante e bem movimentado, a França teve um desempenho melhor do que o de Portugal no primeiro e no segundo tempo, criando boas oportunidades e tendo 54% de posse de bola.

O Jogo

Aos 3 minutos da primeira etapa, Nani recebeu lançamento, mas isolou a bola, chutando por cima do gol de Lloris. Já aos 6 minutos, a França teve a sua primeira chance de marcar, com Griezmann, que também chutou forte, contudo, a bola passou longe da trave.  Aos 9 minutos, a França teve ótima chance de sair na frente; Griezmann recebeu cruzamento na grande área, cabeceou bonito, mas o goleiro Rui Patrício tirou a bola com as pontas dos dedos, evitando o primeiro gol do jogo.

Após a entrada de Payet em Cristiano Ronaldo, o atacante português sentiu fortes dores no joelho. Ele insistiu em jogar, mas não suportou as dores e saiu chorando, aos 24 minutos do primeiro tempo, sendo substituído por Quaresma.

Aos 33 minutos, Sissoko recebeu passe de Payet, avançou com a bola e soltou a bomba, porém o goleiro português fez bela defesa. Aos 38 minutos, João Mário cruzou para área francesa e Fonte mandou por cima do travessão.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades

No segundo tempo, a França continuou melhor no jogo, criando algumas oportunidades interessantes de gol. Aos 20 minutos, Griezmann recebeu belo lançamento de Pogba, cabeceou perigosamente e a bola passou bem perto do travessão. Aos 29, Giroud chutou forte cruzado pela esquerda e Rui Patrício evitou o primeiro gol da partida. Aos 34, Portugal criou uma linda jogada com cruzamento de Nani pela direita e finalização plástica de Quaresma de meia bicicleta, mas o goleiro fez a defesa.

Aos 38, Sissoko chutou forte de fora da área e Rui Patrício fez bonita defesa, evitando o gol francês. No fim do 2segundo tempo, Gignac deu um drible em Pepe bem perto da pequena área, chutou e a bola bateu na trave.

Na prorrogação, a França continuou dominando a partida, porém, Portugal passou a oferecer mais perigo ao goleiro Lloris. Na 2segunda etapa, Rafael Guerreiro cobrou uma falta e a bola foi no travessão.

E aos 3 minutos, Eder chutou forte de fora da área e fez 1 a 0, calando a torcida francesa e dando o título inédito para os portugueses.

Confira as escalações das seleções:

PORTUGAL: Rui Patrício, Cédric, Bruno Alves, José Fonte e Raphael Guerreiro; Danilo (Willian Carvalho), João Mário, Adrien Silva (Moutinho) e Renato Sanches (Eder); Nani e Cristiano Ronaldo (Quaresma). Técnico: Fernando Santos.

FRANÇA: Lloris; Sagna, Koscielny, Umtiti e Evra; Matuidi, Pogba, Sissoko e Payet (Coman); Griezmann e Giroud (Gignac). Técnico: Didier Deschamps.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo