Vítima de constantes lesionamentos no Palmeiras, o último ocorrido no mês de maio, o volante Gabriel, agora recuperado, aguarda com ansiedade a possibilidade de retornar aos gramados já na partida do próximo domingo (31), quando a equipe Alviverde enfrentará o Botafogo, seu ex-clube, no Rio de Janeiro, às 18h30, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Apesar de treinar com todo o elenco e participar normalmente das atividades na Academia de Futebol há algumas semanas, Gabriel não foi convocado nenhuma vez pelo técnico Cuca, mesmo estando recuperado da grave lesão sofrida na coxa esquerda.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Palmeiras

O jogador disse que enfrentar seu ex-time é uma motivação extra para voltar a atuar em uma partida oficial. Com contrato até dezembro de 2015, Gabriel foi obrigado a mover ação trabalhista contra o clube carioca por ter depósitos do FGTS e salários atrasados.

Com a ajuda de um advogado, o atleta rompeu com o Botafogo em 2014 após a Justiça lhe conceder a quebra de seu vínculo com o alvinegro.

Enaltecendo que é muito grato por ter iniciado sua carreira e ganhado projeção graças ao time do Rio de Janeiro, Gabriel lamentou a gestão confusa de Maurício Assumpção que resultou no seu lítigio com o clube, ressaltando que sempre honrou a camisa do Botafogo dando o máximo em campo.

Em 2015, o volante foi submetido à uma cirurgia devido à uma ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, lesão provocada em uma partida contra o Atlético-PR, no Allianz Parque, no dia 2 de agosto. O jogo foi válido pela 16ª rodada do Brasileirão daquele ano e, sob os comandos de Marcelo Oliveira, o Verdão foi derrotado por 1 a 0.

Depois de sete meses fora dos gramados, o xodó da torcida palmeirense retornou aos gramados na derrota do Palmeiras por 1 a 0 para o Nacional-URU, em Montevidéu, na fase de grupos da Copa Libertadores da América, no dia 17 de março, mesmo dia da estreia do técnico Cuca no comando do Verdão em partida oficial.

Os melhores vídeos do dia

Após a reestreia, o volante atuou mais sete vezes e atuou como titular na semifinal do Campeonato Paulista, contra o Santos.

Mas, no dia 16 de maio, Gabriel foi novamente vítima de lesão muscular grave no adutor da coxa esquerda, durante um jogo-treino realizado na Academia de Futebol contra o Juventus, da Mooca.

Durante o período em que o atleta esteve em recuperação, o Palmeiras reforçou seu meio campo com Matheus Sales, Tchê Tchê, Thiago Santos e Moisés sendo que o primeiro tem sido titular na maioria das partidas do Verdão na temporada. Agora, além do retorno de Gabriel, Cuca também terá Arouca à disposição após o veterano se recuperar de uma artroscopia no joelho.

Por isso, apesar de afirmar que está extremamente ansioso para retornar, Gabriel revelou que está ciente de que o treinador tem muitas opções e que vai aguardar o momento certo chegar.

O contrato de empréstimo do atleta - que pertence ao Atlético Monte Azul, clube do interior paulista - com o Palmeiras termina em dezembro e ele ainda não sabe o que será do seu futuro já que a gestão de Paulo Nobre, atual presidente palmeirense, também se encerra no fim deste ano.