O Fluminense já encaminhou o seu primeiro reforço para a próxima temporada. Na noite da última quarta (27), horas antes de disputar a final da Taça Libertadores da América, em Medellin, na Colômbia, quando o Independente Dell Valle, do Equador, do qual foi o principal destaque, acabou perdendo para o Atlético Nacional por 1 a 0, o apoiador Junior Sornoza firmou um pré-contrato com o Tricolor das Laranjeiras. A partir de janeiro de 2017, uma vez que já se encerrou o período de transferências internacionais no Futebol brasileiro, até o final de dezembro de 2019, ele vestirá as cores da equipe carioca. Enquanto isso, o meia de 22 anos permanecerá no time equatoriano.

Sornoza despertou o interesse do Fluminense logo no início da Libertadores. Desde então, a diretoria do Tricolor vem monitorando as suas atuações e tinha a intenção de trazê-lo imediatamente para integrar o elenco dirigido pelo técnico Levir Culpi, mas o fato de o Independente Dell Valle chegar à decisão do torneio continental levou o time do Rio de Janeiro a mudar de planos e firmar um pré-contrato. Existe, inclusive, a chance de o meia vir ao Brasil  já na próxima semana para conhecer as instalações do novo clube.

A ida de Junior Sornoza para as Laranjeiras era sacramentada pela imprensa equatoriana há alguns dias. Dotado de uma rara habilidade, o apoiador tem, em seu currículo, passagens por seleções de base daquele país, além de quatro jogos pelo escrete profissional.

Os melhores vídeos do dia

Nessa Libertadores, marcou seis gols, dois deles contra o Atlético-MG, que também tinha interesse na sua contratação, assim como o Grêmio.

Não existe a confirmação oficial, mas informações de bastidores dão conta de que o atleta receberá, mensalmente, R$ 220 mil para cumprir o vínculo com o Flu.

Com Sornoza, o Fluminense chega a sete reforços nesse último semestre de mandato do presidente Peter Siemsen. Antes, chegaram os meias Marquinho, Danilinho, Claudio Aquino (argentino) e Alexis Rojas (paraguaio), além dos atacantes Wellington e Henrique Dourado.