No último domingo, em entrevistas concedidas após a derrota de 2 a 0 para o Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro, o técnico Levir Culpi, o lateral-direito Wellington Silva e o zagueiro Gum, assim como especialistas e grande parte da torcida, teceram severas críticas ao fato de o Fluminense ter levado o confronto do último domingo para o Mané Garrincha, em Brasília. No entanto, segundo o Extra, jornal do Rio de Janeiro, a decisão de atuar na capital federal foi exclusiva da diretoria do clube das Laranjeiras

Ainda conforme a publicação do veículo carioca, foram oferecidas mais duas opções ao Tricolor: o Kléber Andrade, em Cariacica e a Arena da Amazônia, em Manaus, locais onde a equipe de Álvaro Chaves contaria com um maior público a seu favor.

Publicidade
Publicidade

No entanto, o presidente Peter Siemsen e o vice de futebol Jorge Macedo observaram apenas o lado financeiro e decidiram pelo Mané Garrincha, no qual mais de 70% dos 12 mil presentes eram torcedores do Alviverde Paulista.

O duelo contra o Palmeiras fez parte de um acordo do Fluminense com o ex-jogador Roni de levar seis partidas do Brasileirão para outros estados. No entanto, diante do clima de insatisfação, a diretoria do Tricolor reviu os planos e não tenciona mais em sair da região metropolitana do Rio.

Publicidade

Tanto que, daqui a duas semanas, enfrentará o Atlético-MG no estádio Giulite Coutinho, em Édson Passos. Além disso, já entrou em contato com o Comitê Olímpico Brasileiro para saber da possibilidade de liberar o Maracanã, visando os confrontos dos dias 12 e 16 de outubro, quando enfrenta, respectivamente, Flamengo e São Paulo.

Na quarta, porém, o Fluminense deixa o Campeonato Brasileiro, do qual ocupa o nono lugar na classificação com 31 pontos, para voltar as suas atenções ao jogo de ida das oitavas-de-final da Copa do Brasil, torneio que dá, ao campeão, vaga na Taça Libertadores da América.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol Fluminense

A partir das 21h45 (de Brasília), receberá, no Giulite Coutinho, que estará lotado (restam pouco mais de dois mil ingressos para serem vendidos), o Corinthians.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo