Galvão Bueno levou a maior bronca durante uma prova de Natação nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Um comentarista da BBC, rede de televisão inglesa, acabou sendo aclamado nas redes sociais, já que fez o que muita gente tem vontade de fazer, que é mandar o narrador global ficar calado. Teve um certo momento em que Galvão não parava de falar e estava em um tom mais elevado e era justamente em um momento em que o silêncio era fundamental, pois os atletas precisavam ter total concentração na prova, porque basta um segundo de distração para perder a chance de ficar com a medalha de ouro.

A prova de natação precisa do mais absoluto silêncio para que o atleta consiga ouvir o momento da largada.

Quando a prova está para começar ele fica concentrado, já em posição de se lançar na piscina. O momento em que a prova tem início é determinante para ele largar entre os primeiros ou ser um dos últimos a cair na água e isto faz toda a diferença.

"O comentarista perto de mim precisa calar a boca durante a largada", reclamou o comentarista da BBC que não se conformava com o falatório de Galvão Bueno e ele tinha toda razão, tanto é que a juíza da prova se viu na obrigação de atrasar a prova porque não era feito o silêncio necessário para a largada dos atletas. O comentarista inglês até elogiou a atitude da árbitra que realmente fez a coisa certa, pois, sem silêncio, os atletas seriam prejudicados e a prova não mostraria quem realmente estava melhor preparado.

Por melhor que seja o nadador, se ele falhar na hora da largada, se atrasar alguns segundos, acaba sendo prejudicado e não consegue chegar em primeiro.

Os melhores vídeos do dia

É um momento muito delicado, um momento em que Galvão Bueno não desconfiou e continuou falando sem parar e em um tom mais elevado.

Desde 2010 que o mundo ficou conhecendo a fama que Galvão tem de ficar falando sem parar, inclusive interrompendo os convidados que participam com ele de algumas partidas. O meme "Cala boca Galvão" ganhou as redes sociais e também o mundo, vindo a ser confirmado agora nas Olimpíadas do Rio de Janeiro por um experiente comentarista da BBC que sabe muito bem como é importante ficar em silêncio na largada das provas de natação.