O #Palmeiras fez as pazes com a vitória neste domingo e retomou sua condição de líder do #Brasileirão 2016. Com gols do paraguaio Lucas Barrios e do meia Cleiton Xavier, o Porco bateu o Vitória neste domingo por 2x1, no Allianz Parque, e retomou a liderança com 36 pontos. A equipe treinada por Cuca foi beneficiada pela derrota do Santos, que perdeu por 1x0 fora de casa para o América-MG e estacionou nos 33 pontos.

Desta forma, o Palmeiras só perderá o título simbólico do primeiro turno se o Corinthians vencer o Cruzeiro nesta segunda-feira, em São Paulo, por no mínimo três gols de diferença, já que o alviverde tem saldo melhor: 15x13.

Em sua coletiva após o jogo contra o Vitória, Cuca comemorou o resultado e a possibilidade da conquista simbólica, embora admita que ela não tenha muito valor.

"Certamente ninguém estava torcendo para a gente nesse jogo do Vitória. Então é natural que a gente também torça para que as coisas caminhem bem para nós (sobre o jogo entre Corinthians x Cruzeiro). Fizemos o nosso trabalho e agora queremos buscar essa conquista simbólica. Se bem que não vale muita coisa", avaliou Cuca.

Ele tem certa razão. Não é regra que o vencedor do primeiro turno termine o Brasileirão com a taça, mas, em 13 edições do campeonato de pontos corridos - iniciado em 2003 - isso aconteceu em 10 oportunidades. O Atlético-MG, do próprio Cuca, perdeu para o Fluminense em 2012 depois de ter largado na frente na primeira etapa do certame.

Os melhores vídeos do dia

Os outros dois exemplos vêm do Rio Grande do Sul.

Em 2008, o Grêmio se recuperou depois de um péssimo início de ano e surpreendeu no brasileiro. Comandado por Celso Roth, o tricolor gaúcho virou o turno na liderança e chegou a abrir 11 pontos de diferença para o São Paulo, que, no fim, mostrou força e obteve o tricampeonato seguido. Já o Inter correu na frente no Brasileirão de 2009, mas enfrentou uma pesada concorrência pelo primeiro lugar no segundo turno e deixou escapar o troféu para o Flamengo.

Para evitar as frustrações vividas pela dupla Gre-Nal, o Palmeiras se concentra no seu próximo adversário. No domingo que vem, o adversário será o Atlético-PR, na Arena da Baixada. Antes disso, é claro, está liberado secar o Corinthians.