Somando 25 pontos e em 11º lugar, o Fluminense ainda busca um lugar no G-4, grupo daqueles que estariam na Taça da Libertadores da América na próxima temporada. Já o América-MG, com 13 pontos, mesmo crescendo de rendimento desde quando Enderson Moreira assumiu o posto do treinador português Sérgio Vieira, permanece na lanterna da classificação e segue tentando fugir de um quase certo rebaixamento. Com essas credenciais, ambos entram em campo, neste domingo e, a partir das 11h (de Brasília), estreiam no segundo turno do Campeonato Brasileiro.

Por conta da determinação do GEPE (Grupamento Especial de Policiamento em Estádios) de não haver qualquer jogo de futebol no Rio de Janeiro durante o período das Olimpíadas, o Tricolor exercerá o seu mando no estádio Kléber Andrade, em Cariacica, região metropolitana de Vitória, no Espírito Santo.

Além disso, não terá o zagueiro Henrique, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Renato Chaves será o seu substituto.

Mesmo com todas essas dificuldades, todos reconhecem a importância da vitória para o futuro da equipe das Laranjeiras na competição.

"Começar o segundo turno vencendo é muito bom, tivemos um primeiro turno muito abaixo do que a gente tinha pretensão de fazer. Espero sair com a vitória e que mude a nossa situação no campeonato", declarou Gustavo Scarpa na chegada da delegação carioca ao Aeroporto de Vitória, ocorrida no início da tarde de sábado.

A conquista dos três pontos também é o objetivo do América-MG. De acordo com o atacante Osman, o Coelho, inclusive, sequer exercerá marcação especial em qualquer atleta do Fluminense. 

"Não tem marcação especial não. Todos jogadores do Fluminense são bons, como os do Santos também eram bons e a gente ganhou.

Os melhores vídeos do dia

A postura não vai ser diferente, vamos entrar para ganhar do Fluminense também", declarou Osman ao Superesportes.

Assim como o Flu, o time mineiro terá uma ausência importante por conta do terceiro cartão: o experiente Leandro Guerreiro. Claudemir ganha uma oportunidade de mostrar o seu futebol.

No primeiro turno, o Fluminense não se intimidou com o fato de o América, pouco tempo antes e, em pleno Independência, venceu por 1 a 0, gol marcado por Fred.