O sonho do Flamengo de mandar o jogo contra o Cruzeiro, no fim de setembro, no Maracanã, parece longe de virar realidade. E nem mesmo o clássico com o Fluminense, no dia 12 ou 13 de outubro, deve ser mandado no estádio. E tudo por conta de um buraco aberto no centro do gramado, para a Abertura dos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Além, claro, de toda a indefinição acerca do futuro do Maraca.

De acordo com informações do GloboEsporte.com, Flamengo e Fluminense vêm conversando sobre assumirem o estádio juntos.

Entretanto, ainda não há nada certo sobre isso, tendo em vista que a Federação de Futebol do Rio também tem interesse, assim como a Prefeitura do Rio de Janeiro. Por enquanto, o Maraca segue com a Rio 2016 durante o período paralímpico que, por contrato, só termina em 30 de outubro.

Os clubes vêm tentando ser protagonistas do estádio após o consórcio que o administra, liderado pela Odebrecht, manifestou que não pretende continuar com o Maracanã. No entanto, ainda não se sabe qual é o próximo passo para definir o futuro do estádio, e uma solução definitiva não parece estar próxima.

Até porque, nas conversas iniciais, ainda não há sequer um acordo entre Fla e Flu para a gestão do mesmo.

Ainda segundo o GloboEsporte.com, o Flamengo sinalizou com intenção de ter a exploração de 65% do complexo - e o Fluminense ficaria com 35%, algo que não agradou aos Tricolores, que têm um contrato de 32 anos com a atual administradora do estádio. Os clubes seguem negociando e, segundo a ESPN publicou em março, têm o apoio da CSM/Golden Goal para a operação no estádio.

No entanto, qualquer que seja a decisão, a princípio parece que Fla e Flu ainda irão demorar para jogar no estádio.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Flamengo Fluminense

Para a ESPN, é provável que o clássico entre os dois, que poderia ser um grande jogo para ser a primeira partida pós-Olimpíadas no Maracanã, seja realizado em Edson Passos, onde o Fluminense vem mandando os seus jogos no Rio de Janeiro.

O que acontece é que a troca de piso, já que o Maraca está sem gramado por conta dos preparativos para as festas de Abertura e de Encerramento da Paralimpíada, é rápida, masa "cratera" de 2 metros de profundidade, 6,5 metros de cumprimento e 4 metros de largura na região central do campo não é fácil de ser coberta - deve demorar, pelo menos, 20 dias após o Encerramento, que acontece no dia 18.

Portanto, o clima é de cautela quanto ao uso do Maracanã nos jogos do fim de setembro/início de outubro, e os torcedores já podem se acostumar com a possibilidade de irem ao estádio apenas no final do mês de outubro.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo