Em todas as edições das olimpíadas, durante a cerimônia de abertura dos jogos, os países aproveitam os holofotes para exibir para todo o mundo suas riquezas.  No Brasil não será diferente. A festa de abertura exibirá para todo o planeta nossa riqueza natural e cultural. Mas há um momento da cerimônia de abertura que destoa do caráter festivo do evento. De acordo com o jornal carioca Extra, os organizadores da festa vão exibir uma perseguição policial em plena praia de Ipanema, um dos principais pontos turísticos do Rio.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Cerca de um bilhão de pessoas de todo o mundo assistirão a ex-modelo Gisele Bundchen ser abordada por um menor, supostamente tentando roubá-la ou furtá-la. Um policial verá a cena e perseguirá o infrator pela praia. 

A inusitada propaganda negativa durante o evento esportivo mais importante do planeta gerou muitas críticas aos organizadores, a quatro dias do evento.

Um internauta, identificado como André, disse que assistiu o ensaio da cerimônia de abertura e ficou revoltado com o que viu. "Estava muito bonito, mas a cena do roubo ficou ridícula. Tanta coisa boa para ser mostrada e fazem isso. O pior é que a polícia não consegue pegar o pivete e ele fica dançando na frente da polícia, zombando. Comandante da PM, secretário de segurança, presidente da república, papa....sei lá quem. Por favor, não nos façam passar mais esta vergonha. Ainda dá tempo para alterar", disse. No final desta etapa da cerimônia, Gisele Bundchen defende o menor infrator, mostrando que o rapaz na verdade tem bom coração. "Mais uma vez vão exaltar os bandidos. Sabe quando o Brasil e principalmente o Rio vão se livrar da bandidagem? Nunca. O Brasil tem orgulho dos seu bandidos", criticou uma outra internauta de nome Teresa. 

Homenagem ao Brasil

Apesar do momento polêmico, quem assistiu o ensaio garante que a cerimônia vai encher os brasileiros de orgulho.

Os melhores vídeos do dia

Nela estarão representadas toda a diversidade - e até mesmo as desigualdades - do País. Serão mostrados os moradores originais - os índios -, os colonizadores, a selva amazônica e a "selva de pedra" das grandes metrópoles brasileiras. A cerimônia de abertura acontece na sexta-feira, 5, a partir das 20 horas.