Aos poucos, o quadro político do Fluminense vem tendo uma definição, visando a sucessão de Peter Siemsen. Em entrevista concedida ao Net Flu, site voltado a um trabalho de clipping das notícias relacionadas ao Tricolor nas diversas mídias, na última quarta, Ricardo Tenório, ex-vice de futebol em duas ocasiões, deixou a entender que também gostaria de ser candidato a assumir a presidência do clube das Laranjeiras durante o próximo triênio.

Publicidade
Publicidade

"Não posso dizer que nem que sim, nem que não. Mas não tem nada definido ainda. Prefiro continuar conversando com os grupos e pré-candidatos que existem, para definir", declarou.

Caso realmente oficialize a sua intenção de comandar a agremiação, Tenório viria apoiado pelo grupo "Flu +" e, provavelmente, pela chapa "Vence o Fluminense". De qualquer forma, o antigo dirigente garantiu que, independente da sua decisão final, seria uma pessoa ativa dentro do dia-a-dia da sede de Álvaro Chaves.

Publicidade

"Não posso me abster de ser um ser político dentro do clube", concluiu.

Ricardo Tenório ficou marcado pelo fato de, em 2009, juntamente com o advogado Mário Bittencourt, assumir as rédeas do futebol e liderar, fora de campo, a fantástica reação que, naquela temporada, evitou um quase certo rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. Cinco anos depois, reassumiu a função, mas acabou ficando por pouco tempo, sendo substituído, curiosamente, por Mário Bittencourt.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol Fluminense

Até o momento, o Fluminense tem quatro candidatos oficiais para participar das eleições previstas para o final de novembro de 2016: Pedro Abad, da Flusócio, principal grupo de apoio de Peter Siemsen, Pedro Trengrouse, da aliança "Esperança Tricolor" e "MR21 (Movimento de Renovação 21 de Julho)", Carlos Eduardo Cardoso, o "Cacá", ex-vice-presidente jurídico do clube, da "Flu 2050" e Celso Barros, presidente da Unimed, empresa médica que, de 1999 a 2014, patrocinou e investiu maciçamente no futebol profissional da agremiação carioca.

Enquanto os bastidores efervescem, o técnico Levir Culpi segue trabalhando o elenco para o restante da temporada. No domingo, às 16h15 (de Brasília), o Fluminense irá ao Gigante da Beira-Rio, em Porto Alegre, para encarar o Internacional pela última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, do qual, com 24 pontos, ocupa o nono lugar na classificação.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo