Para alívio de jogadores e, principalmente, torcedores, a seleção masculina de Futebol está classificada para as quartas de final da Olimpíada carioca. Na quarta-feira (10), o jogo contra a Dinamarca, em Salvador, terminou em 4X0, renovando as esperanças de medalha.

Uma seleção não-olímpica?

Com atuação considerada abaixo das expectativas, até a última partida a seleção vinha sendo duramente criticada. Com condições muito superiores às da seleção feminina, os jogadores não vinham fazendo jus à fama.

Publicidade
Publicidade

O desempenho ruim nas partidas contra a África do Sul e contra o Iraque, levaram a torcida a vaiar e pedir que Neymar fosse substituído por Marta.

Enquanto a seleção masculina era decepção e dúvida, a feminina se tornou a favorita da torcida e forte concorrente à medalha de ouro. A diferença parecia estar na garra.

Alguns críticos apontam o fato de que os jogadores não estão inseridos no espírito olímpico, como motivo para o baixo rendimento da seleção.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Neymar

Mantidos à parte, hospedados em hotel 5 estrelas longe da Vila Olímpica, é como se não participassem do mesmo entusiasmo. Porém, diante das críticas a seleção reagiu.

Próxima partida: a volta por cima?

No sábado (13) será a vez de enfrentar a Colômbia. Para Neymar, uma seleção que traz más recordações. Durante a Copa do Mundo 2014, Neymar foi alvo do colombiano Zuñiga e o resultado do confronto foi uma vértebra fraturada e, para ele, o fim da competição.

Publicidade

Apesar de não estarem em campo os mesmos jogadores do inesquecível 7 X 1 contra a Alemanha, o que o público espera é que a seleção brasileira dê a volta por cima. Especialmente para Neymar, que na partida contra a Dinamarca parece ter se encontrado, apesar de não ter marcado nenhum gol, o próximo sábado será a chance de superação. O jogador, que foi considerado o melhor do mundo pelo site inglês Who Scored?, diz estar acostumado com as críticas, mas só falou com jornalistas depois da partida contra a Dinamarca: "...As coisas de fora a gente não pode se contaminar, porque às vezes acabam sendo um pouco maldosas", desabafou.

Deixando a impressão de que de agora em diante a seleção recuperou a garra, a torcida parece ter feito as pazes com os jogadores e para Neymar, o próximo sábado deve ter um gostinho de revanche.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo