Será uma noite de emoção? Talvez sim, mas também pode ser que não. As justificativas para cada uma das situações são: no primeiro caso, Edgardo Bauza merece reconhecimento da torcida tricolor mesmo que não tenha obtido êxito na conquista da Copa Libertadores da América. É importante trazer à memória que o técnico argentino assumiu uma equipe desmanchada e desmotivada, com poucas perspectivas diante de seguidos insucessos em campo e colocou o time paulista nas semifinais do torneio, sendo eliminado pelo clube que sagrou-se campeão do sul-americano e isso não é pouca coisa! 

Por outro lado, Bauza encheu o elenco com argentinos de sua confiança, na última janela de transferências internacionais, e agora os deixará sob o comando de seu sucessor.

Publicidade
Publicidade

Além disso, o ex-treinador são-paulino chegou a dizer, logo que Gerardo Martino renunciou ao cargo de técnico da seleção argentina após o vice campeonato na Copa América Centenário, que não abandonaria o trabalho no tricolor antes do fim de seu contrato, que se encerra em dezembro. No entanto, Patón mudou de ideia; aceitou convite para comandar o time alviceleste e deixará o Brasil na próxima sexta-feira (5).

Publicidade

Isto pode lhe render algumas vaias mas espera-se que não pois ele tentou e deu o seu melhor enquanto treinou a equipe paulista, não à toa foi convocado para dirigir a seleção de seu país.

Nesta quinta-feira (4), às 19h30, no estádio do Morumbi, o tricolor entra em campo para encarar o Atlético-MG, pela 18ª rodada do Brasileirão, com uma última alteração no time feita pelo técnico argentino que não vence uma partida há três rodadas - empatou com a Chapecoense, perdeu para o Grêmio e empatou com o Corinthians.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol PaixãoPorFutebol

Uma das novidades será a entrada de Buffarini no lugar de Bruno, suspenso por ter recebido seu terceiro cartão amarelo. O lateral-direito, que chegou do San Lorenzo, já foi incluído no Boletim Informativo Diário da CBF e está liberado para disputar partidas vestindo o manto tricolor oficialmente.

Outro argentino também deverá estar no gramado do Cícero Pompeu de Toledo; à frente do ataque são-paulino, Andrés Chávez treinou entre atletas do elenco titular de Bauza na manhã desta terça-feira (2).

Ele deve ficar com a vaga de Gilberto, afastado por lesão. O titular imediato seria Centurión mas ele não será relacionado por estar de saída para o Boca Juniors.

Na lateral-esquerda, outra novidade não tão inusitada; o chileno Mena deverá entrar como titular na partida contra o Altético-MG depois de cumprir suspensão, na última rodada contra a Chapecoense, em virtude de sua expulsão na derrota do São Paulo por 1 a 0 diante do Grêmio, no Estádio Olímpico Monumental, em Porto Alegre, pela 16ª rodada do torneio nacional.

Publicidade

Para fechar o pacote de estreias e reestreias, o meio campo receberá Wesley na vaga de Cueva já que o peruano também cumprirá suspensão automática.

O esquema tático será o 4-5-1 e o posicionamento dos atletas será mantido na linha que Edgardo Bauza sempre determinou.

O provável São Paulo, na décima posição no Campeonato Brasileiro e com 23 pontos, vai encarar o Atlético-MG, 6º colocado e com 29 pontos; com: Denis; Mena, Buffarini, Maicon e Lugano; Michel Bastos, Hudson, Wesley, Thiago Mendes e Kelvin; Andrés Chávez.

Publicidade

 

 

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo