Polêmica à vista. Após o encerramento da partida deste sábado, no Giulite Coutinho, o meia Carlos Alberto, do Figueirense, em entrevista concedida ao canal Premiere, da Globosat, fez uma séria acusação a Levir Culpi, do Fluminense. Segundo o experiente apoiador, revelado, curiosamente, no próprio Tricolor das Laranjeiras, o treinador estava pedindo a jogadores da equipe carioca para usar da violência.

"O Levir mandou o Wellington me dar porrada, me machucar.Tanto que o garoto é meu amigo e ficou sem graça. Jamais ele faria isso comigo. Não quero botar a responsabilidade no Wellington, mas o Levir falouna lateral aqui: 'Na primeira bola que tiver, você dá uma porrada nas pernas dele'", disse o atleta, ressaltando, porém, que tem um enorme carinho pelo Fluminense, onde conquistou dois títulos: o Campeonato carioca de 2002 e a Copa do Brasil de 2007.

"Eu sou ídolo desse clube, tenho história nesse clube, fui criado nesse clube e tenho uma gratidão enorme por esse clube. Minha luta, minha briga, no bom sentindo, é só no jogo", complementou.

Ao ser informado das declarações de Carlos Alberto, Levir, a princípio, mostrou-se bastante assustado e garantiu jamaisfeito qualquer incitação ao uso da violência e, inclusive, disse que, se tivesse contratado quem participou do julgamento da última terça, quando foi definido o impeachment da presidente Dilma Rousseff, o meia perderia causa, pois está mentindo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol Fluminense

" Se o Carlos Alberto contratar o Eduardo Cardoso ou a Janaína Pascoal (advogados de defesa e acusação de Dilma, respectivamente). A mentira é uma das piores qualidades do ser humano. Eu gritei com o Carlos Alberto e quase me desentendi com o Wellington Silva, pedindo pra ele devolver a bola, o suposto fair play", informou o comandante durante a entrevista coletiva tradicional dos pós-jogos.

Em confronto remarcado da 18ª rodada, o Fluminense derrotou o Figueirense por 3 a 2 e, em oitavo lugar no Campeonato Brasileiro, chegou aos 34 pontos, três a menos em relação ao Corinthians, último time a, no momento, estar no G-4, grupo dos classificados para Taça Libertadores de 2017.

Já agremiação catarinense, diante do revés, segue com 24 pontos, em 18º lugar e bastante ameaçado pelo rebaixamento à Série B.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo