Considerada a maior empresa de telecomunicações do mundo, a Huawei vem negociando com o Fluminense para ser a patrocinadora master da equipe das Laranjeiras e, na noite desta segunda, publicou uma mensagem enigmática. Por intermédio de sua página oficial, o grupo chinês, ao fazer o lançamento de um novo produto, utilizou, como pano de fundo, as cores do Tricolor Carioca: verde, branco e grená, dando a entender que um acordo está próximo de ser sacramentado.

Na semana passada, também circulou pela Internet uma foto de um encontro do presidente do Fluminense, Peter Siemsen com dirigentes da Huawei. Na ocasião, o mandatário tricolor exibia uma camisa da agremiação estampando o logo do conglomerado asiático.

Além da Huawei, o Flu vem negociando com a Caixa Econômica Federal. Segundo informações de bastidores, o acordo entre o clube e o banco estatal também encontra-se perto de um final feliz. Isso, porém, não inviabilizaria que a empresa chinesa não ocupasse outras partes do uniforme tricolor.

Após 15 anos com títulos e investimentos pesados no futebol, a Unimed, no final de 2014, anunciou o rompimento da parceria com o Fluminense. Desde então, o Tricolor vem buscando alternativas para reduzir o prejuízo financeiro. Inicialmente, fechou um vínculo com a Viton 44, do ramo de energéticos. Esse acordo, porém, gerou inúmeros problemas e, no início de 2016, foi acertado uma rescisão bilateral do contrato. Atualmente, a Dryworld (fornecedora de material esportivo), a Onyx (suplementos alimentares) e a Frescatto (gêneros alimentícios, especialmente frutos do mar) exibem as suas marcas no uniforme da agremiação carioca.

Os melhores vídeos do dia

Enquanto isso, dentro de campo, o elenco do Fluminense, sob o comando de Levir Culpi, segue lutando por uma vaga no G-4 do Campeonato Brasileiro. Em 10º lugar com 34 pontos, seis a menos em relação ao Corinthians, quarto colocado, a agremiação das Laranjeiras encara, a partir das 20h (de Brasília), no Giulite Coutinho, em Édson Passos, no fechamento da 24ª rodada, o Atlético-MG.