Na manhã deste domingo, o Fluminense anunciou que Gustavo Scarpa deixaria se usar a tradicional camisa 40 para ser o novo 10 da equipe carioca. A notícia fez bem ao meia que, na parte da tarde, apresentou um bom rendimento e marcou o gol da vitória de 1 a 0 sobre o Grêmio, na Arena do time de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, em confronto válido pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Ao site oficial do Tricolor das Laranjeiras, o apoiador não escondeu a felicidade.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Sem querer fazer comparações a outros atletas que tiveram a mesma oportunidade, o jovem espera corresponder às expectativas da diretoria.

" Agradeço a Deus por mais um sonho realizado.

Sei que a responsabilidade vai aumentar bastante, mas estou tranquilo quanto a isso.  É uma camisa que grandes craques já vestiram. Não quero fazer comparação com nenhum deles. Só estou tentando escrever a minha história aqui e espero que eu venha ajudar o Fluminense", disse Scarpa, que, desde a saída do antigo ídolo Fred para o Atlético-MG, tornou-se o grande xodó da torcida da agremiação carioca.

Com 22 anos, Gustavo Scarpa foi revelado nas categorias de base do Fluminense e, em 2014, disputou a sua primeira partida entre os profissionais (empate de 1 a 1 com o Internacional, em Macaé). No ano seguinte, foi emprestado ao Red Bull Brasil, de Campinas e, nos três primeiros meses. exibiu seu Futebol no Campeonato Paulista. Retornou ao Tricolor depois desse período e começou a se firmar como uma das principais peças do elenco.

Os melhores vídeos do dia

Pelo Flu, esteve em campo por 89 vezes, balançando as redes adversárias em 18 ocasiões.

Esperando que Scarpa mantenha o ritmo, o Fluminense se prepara para dois jogos seguidos contra o Corinthians na Arena de Itaquera, em São Paulo. O primeiro será na quarta, às 21h45 (de Brasília), quando precisa vencer o empatar por, no mínimo, 2 a 2 para não ser eliminado precocemente da Copa do Brasil. No domingo, a partir das 16h (de Brasília), o desafio é válido pelo Brasileirão, onde os três pontos são fundamentais na luta do Tricolor por uma vaga no G-4 e, consequentemente, estar na Taça Libertadores do ano que vem.