Os bastidores das Laranjeiras seguem fervendo. Segundo reportagem publicada nesta segunda pelo jornalista Paulo Brito, do Net Flu, o Tricolor deve premiações aos jogadores e à comissão técnica.

De acordo com o portal, dentre os atrasos, estão as vitórias sobre o Flamengo (2 a 1), na Arena Dunas, em Natal, Cruzeiro (2 a 0), Ponte Preta (3 a 0) e Figueirense (3 a 2), as três últimas acontecidas no estádio Giulite Coutinho, em Édson Passos, no Grande Rio, casa do Fluminense enquanto o Maracanã estiver reservado para o Comitê Olímpico Internacional.

Publicidade
Publicidade

Ainda conforme o Net Flu, fontes diretas do departamento de futebol revelaram que o prêmio pela conquista da Primeira Liga demorou quatro meses para ser acertado. Além disso, de um débito total de R$ 1 milhão com o elenco, apenas R$ 100 mil já foram quitados. No último sábado, após o treino realizado na Escola de Educação Física do Exército, na Urca, houve uma reunião do grupo de atletas com a diretoria na qual foi praticamente exigida uma solução de tais pendências de forma mais rápida possível.

Publicidade

Através de contato telefônico, a reportagem da Blasting News tentou ouvir a versão oficial do clube, mas ninguém do departamento de comunicação foi encontrado para prestar tais esclarecimentos.

Mesmo com a obtenção das Certidões Negativas de Débito (CNDs) e a inclusão no PROFUT (programa do Governo federal que autoriza o parcelamento das dívidas das agremiações esportivas até 20 anos), o Fluminense vive, no futebol profissional, uma situação delicada no âmbito financeiro desde o fim da parceria de 15 anos com a empresa médica Unimed.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol Fluminense

Por conta disso, deixou de investir na contratação de jogadores renomados para investir em revelações de outras equipes (nacionais e internacionais) ou em atletas sem vínculo contratual de trabalho, política que levou o time, antes candidato a títulos, a figurar nas zonas intermediárias das competições, especialmente o Campeonato Brasileiro, situação a qual vem aborrecendo grande parte dos torcedores tricolores.

Lembrando que, no próximo mês de novembro, acontecem as eleições para definir quem substituirá Peter Siemsen na presidência do Fluminense.

Até o momento, Pedro Trengrouse (Verdade Tricolor), Pedro Abad (Flusócio, candidato da situação) e Cacá cardoso (Flu 2050) oficializaram suas candidaturas, mas Celso Barros, presidente da Unimed e Mário Bittencourt, advogado e ex-vice de futebol do próprio Tricolor, também podem pleitear o cargo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo