O tão sonhado retorno ao Maracanã ainda nesse ano ficou mais próximo para Flamengo e Fluminense. No começo da semana que vem, as diretorias dos dois clubes se reunirão como consórcio que administra o estádio a fim de acertar os últimos detalhes para o palco das finais da Copa do Mundo de 2014 e das decisões dos torneios de futebol (masculino e feminino) das Olimpíadas de 2016 voltar a receber partidas das agremiações.

Segundo informações de bastidores, cada equipe assumirá a operação de seus respectivos jogos até o próximo mês de dezembro. No entanto, tanto o Rubro-Negro quanto o Tricolor seriam obrigado pagar uma taxa de aluguel ao consórcio.

Além disso, os clubes se tornariam responsáveis por administrar as dependências internas do Maracanã, como bilheterias, banheiros e estacionamentos. 

Durante a cerimônia de encerramento das Paralimpíadas, que foi também realizada no Maracanã, houve a abertura de um buraco no centro do gramado. Procurados, os gestores do consórcio asseguraram que o problema já foi solucionado e o campo estará apto para a prática de futebol daqui a duas semanas (dia 20 de outubro).

Sem o Maracanã em grande parte do ano, Flamengo e Fluminense sofreram bastante para exercerem seus mandos de campo. Durante o Campeonato Carioca, Primeira Liga, Copa do Brasil e Brasileirão, os rivais fizeram uma espécie de "tour" por diversas praças no território nacional, gerando desgastes de seus elencos e, em alguns casos, perdas de pontos importantes.

Os melhores vídeos do dia

Buscando minimizar esses prejuízos, o Tricolor firmou, recentemente, um acordo com o América-RJ e passou a adotar o Giulite Coutinho, em Édson Passos, região metropolitana do Rio de Janeiro, como sua "nova casa". Já o Rubro-Negro tem mandado grande parte de seus jogos no Kléber Andrade, em Cariacica, na Grande Vitória, no Espírito Santo.

Ainda longe do Maracanã, haverá, curiosamente, um Fla-Flu na próxima quinta, às 21h (de Brasília), no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pelo segundo turno do Campeonato Brasileiro. No turno, o clássico foi disputado na Arena das Dunas, em Natal e o Tricolor venceu por 2 a 1. Na ocasião, William Arão (contra) e Richarlison marcaram para a equipe das Laranjeiras, enquanto Guerrero descontou para o Rubro-Negro da Gávea.