Mesmo tendo recebido um público superior a 20 mil presentes, o Maracanã deu prejuízo ao Fluminense no seu retorno ao estádio, depois de um ano, na última sexta, no empate de 2 a 2 com o Vitória-BA pelo Campeonato Brasileiro. Diante disso, o Tricolor das Laranjeiras está propenso a levar as suas duas últimas partidas do certame desse ano como mandante para o Giulite Coutinho, em Édson Passos, distrito do Grande Rio, onde vinha atuando nos últimos meses.

Segundo a diretoria do clube carioca, para haver lucro, o público pagante não deve ser inferior a 25 mil pessoas, uma vez que, até não se tenha uma definição sobre o futuro do Maracanã, quem atuar no estádio será responsável por arcar com todas as despesas do jogo. Enquanto isso, o Fluminense, jogando no Giulite Coutinho, pelo acordo firmado com o América-RJ, não terá qualquer gasto extra.

Achar um local para exercer o seu mando vem sendo um dos grandes problemas enfrentados pelo Fluminense desde o início de 2016.

Com as Olimpíadas e Paralimpíadas realizadas no município do Rio de Janeiro, o Maracanã ficou impossibilitado de uso até o final de outubro. Inicialmente, a opção encontrada foi o Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, mas a pouca presença da torcida naquele local acabou levando o Tricolor a utilizar outras praças no território nacional, dentre elas Brasília (Mané Garrincha), Juiz de Fora (Mário Helênio), Manaus (Arena da Amazônia) e Cariacica (Kléber Andrade), até chegar ao Giulite Coutinho, onde, em oito jogos, o time dirigido por Levir Culpi venceu cinco, empatou um e perdeu dois.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol Fluminense

Em nono lugar com 48 pontos, o Fluminense, ainda buscando um lugar entre os seis primeiros e, consequentemente, estar na próxima Taça Libertadores, ainda encara, no Rio, o Atlético-PR pela 35ª rodada no dia 17 de novembro e, na última rodada, programada para o dia 04 de dezembro, o Internacional. Antes, porem, no domingo que vem, às 17h (de Brasília), irá ao Mineirão, em Belo Horizonte, para tentar acabar com o jejum de cinco jogos sem vitória.

O adversário será o Cruzeiro.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo