O presidente do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), Ronaldo Piacente, decidiu na noite desta segunda-feira (17) que irá pedir à CBF que não homologue o resultado da partida entre Flamengo e Fluminense, realizada na última quinta-feira (13), onde o rubro-negro venceu por 2x1.

Essa decisão implica numa mudança imediata na tabela de classificação do Brasileirão 2016. Piaceto declarou que pretende fazer com que o julgamento da questão ocorra o mais breve possível, em 30 dias no máximo.

Publicidade
Publicidade

A partir dessa decisão do STJD, o Flamengo passa a ter 57 pontos na tabela de classificação, segundo colocado no Brasileirão, enquanto que o Fluminense permanece com 46, na nona colocação. O Tricolor das Laranjeiras perdeu para o São Paulo na noite dessa segunda-feira (17), por 2x1, pelo Campeonato Brasileiro.

A polêmica que deu origem à ação na Justiça Desportiva ocorreu em função da anulação do gol do zagueiro Henrique, na segunda etapa da partida entre Flamengo e Fluminense, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, na última quinta-feira (17).

Publicidade

O árbitro do jogo, Sandro Meira Ricci, num primeiro momento anulou o gol do zagueiro do Fluminense, marcando impedimento, mas alguns segundos após validou o lance para tornar a anulá-lo em seguida. No entanto, esse processo demorou cerca de 13 minutos até que houvesse uma decisão final da arbitragem.

Os representantes do Fluminense entenderam que houve interferência externa, o que é proibido pela FIFA, para que Sandro Meira Ricci sustentasse sua decisão final.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Flamengo Fluminense

Em contrapartida, o Flamengo argumenta que desde o início do lance o auxiliar já apontava o impedimento do zagueiro, Henrique, descaracterizando o uso de ajuda externa.

Caso o Tribunal decida em favor do Fluminense, os dois clubes do RJ jogarão novamente uma outra partida que será realizada desde o seu início, desconsiderando o placar do último confronto. No Campeonato Brasileiro de 2014 ocorreu uma situação semelhante a essa do Fla-Flu e envolveu Internacional e Palmeiras.

Na época, o centroavante Barcos, jogando pelo clube paulista, marcou um gol com a mão que foi anulado pela arbitragem após alguma demora. Os palmeirenses alegaram influência externa e o STJD acatou o pedido do Verdão, mas acabou voltando atrás por entender que não haviam provas que legitimassem essa decisão.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo