O Corinthians poderá perder um de seus dirigentes para a próxima temporada. Trata-se do gerente de Futebol Alessandro Nunes, que está no cargo desde junho deste ano, quando Edu Gaspar foi para a Seleção Brasileira junto com o técnico Tite e toda a sua comissão.

O ex-jogador, considerado uma peça importante para o presidente Roberto de Andrade, estaria na berlinda no Parque São Jorge e queimado com um grupo de conselheiros do Timão, que se opõem à atual administração.

A informação é do jornalista Jorge Nicola, do Yahoo Esportes!.

De acordo com o profissional, o mandatário Alvinegro está sendo pressionado a demitir Alessandro o quanto antes e tudo por conta da contratação do técnico Oswaldo de Oliveira, que aconteceu mais ou menos em outubro deste ano, depois da saída de Cristóvão Borges. Acontece que o atual dirigente, assim como Andrés Sanchez e o então diretor adjunto de futebol Eduardo Ferreira, não era a favor da contratação de Oswaldo, mas preferiu não se manifestar e ficou calado diante da decisão.

Para alguns conselheiros do clube, Alessandro traiu a confiança deles. Atualmente, de acordo com informações, o dirigente recebe mensalmente cerca de 70 mil reais e tem como responsabilidade conseguir bons negócios para o Corinthians no ramo de contratações.

Crise política

Nos últimos dias, foi protocolado no Alvinegro o pedido de impeachment contra o presidente Roberto de Andrade. Conselheiros vitalícios do clube querem a saída do mandatário, depois de o mesmo ter assinado documentos contestados ligados à Odebrecht, empresa responsável pela construção da Arena Corinthians.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Corinthians

A situação deverá se intensificar ainda mais após o Campeonato Brasileiro. Isso também passará por uma vaga ou não do Timão na Libertadores do ano que vem. O Corinthians enfrentará o Cruzeiro na última partida do Campeonato Brasileiro, no domingo, dia 11, e precisa de uma vitória para ter chance. Além disso, é necessário que o Furacão ou o Botafogo não vençam seus jogos. Enquanto isso, fora das quatro linhas, o Alvinegro se move em busca de reforços para 2017.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo