Uma rivalidade centenária. A relação entre Arsenal e Tottenham nunca foi das mais amistosas. A partir de 1919, intensificou-se ainda mais, quando uma votação para decidir as vagas na primeira divisão resolveu promover os Gunners e rebaixar os Spurs. Desde então, o dérbi do norte de Londres tem parado a cidade quando as equipes se enfrentam. E no dia 4 de março de 1987 não foi diferente.

Era o jogo de desempate da semifinal da Littlewoods Cup – a Copa da Liga Inglesa.

O agregado apontava 2 a 2, por isso a necessidade de uma terceira partida para definir quem iria para a final do torneio. Mas, as três horas e meia que antecederam o derradeiro duelo foram para ficar gravados para sempre na história do confronto.

O Arsenal, de George Graham, enfrentava um período de vacas magras. Eram 16 anos sem conquistar o Campeonato Inglês – o tabu chegaria a 18. O time que chegara ali não era dos melhores.

Em contrapartida, o Tottenham, de David Pleat, era diferente. Apesar de não ter ganhado a Liga, passava por um bom momento e contava com jogadores considerados tecnicamente melhores que o do adversário.

No primeiro jogo, no Highbury, vitória visitante. Clive Allen marcou e o Tottenham venceu por 1 a 0. Além disso, suportou a pressão do Arsenal, que desperdiçou inúmeras chances de ir para o outro duelo com uma vantagem melhor. 

Divisor de águas

Na segunda partida, no White Hart Lane, uma atmosfera pesada vinha das arquibancadas, e o time, dentro de campo, correspondeu.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol

Ainda no primeiro tempo, Allen marcou e o Tottenham tinha 2 a 0 no agregado. Somente uma tragédia tiraria o time da final. Mas no intervalo, um equívoco recolocou o Arsenal no jogo.

O locutor do estádio, em um ato provocativo, convencido de que a vaga na decisão já era certa, anunciou aos torcedores as opções de como e onde garantirem ingressos para a final em Wembley. Foi o bastante para a cabisbaixa e contida minoria torcida dos Gunners, presente no local, se enfurecer e soltar o grito entalado na garganta.

No vestiário, os jogadores também ouviram e no retorno para o gramado, foram “saudados por um orgulhoso e desafiador grito nas arquibancadas”, como descreve Nick Hornby, em seu livro "Febre de Bola".

O jogo era outro. Viv Anderson e Niall Quinn viraram o jogo e a partida foi para a prorrogação. Após mais 30 minutos de bola rolando, nenhum gol. Seria necessária mais uma partida para definir o classificado.

No fim, o cara e coroa definiu que o terceiro jogo seria, novamente, no White Hart Lane. 

A histórica virada e a vaga na final

Então, no dia 4 de março de 1987, uma quarta-feira, estavam todos ali novamente. Um jogo rápido e aberto, apesar da característica lama no gramado. Voando baixo, Allen teve chances perdidas no primeiro tempo, mas no segundo, não. Aos 61 minutos, fez 1 a 0 para o Tottenham.

O Arsenal, mais uma vez, parecia acabado. Charlie Nicholas, um dos principais homens de frente, saiu machucado. Para o seu lugar, entrou Ian Allison, o herói improvável.

Quando tudo parecia se encaminhar para o fim do jogo, Paul Davis lançou para Allison, que dominou, girou e colocou a bola no canto direito de Ray Clemence. Aos 82 estava tudo igual.

Desta vez, quem desabara foi o Tottenham, que sentiu a punhalada nas costas, forte o bastante para perder qualquer força para os minutos finais. E o golpe veio de vez, da maneira mais cruel possível. O relógio já apontava os 90 minutos, quando Allison finalizou, a bola desviou e foi parar no meio da área. Rocastle dominou, jogou na frente e fuzilou. O último lance do jogo foi o gol da virada, da redenção e da classificação do Arsenal para a final da Littlewoods Cup.

"Eu pensei que estaríamos fora desta vez”, admitiu o técnico George Graham. Mas além de avançar, o Arsenal terminaria como campeão da competição, ao bater o Liverpool por 2 a 1 em Wembley.

Confira os gols nos minutos finais que deram a classificação ao Arsenal:

Próximo jogo

Arsenal e Tottenham jogam no próximo domingo, 6, no Emirates Stadium às 10h (horário de Brasília).

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo