O Fluminense, realmente, vem negociando com a Nike. A confirmação foi dada por Peter Siemsen. Em entrevista concedida na última sexta, o presidente da agremiação das Laranjeiras confirmou que a empresa norte-americana tem chances de, a partir de 2017, ser a fornecedora do material esportivo de todas as modalidades esportivas praticadas pelo Tricolor.

"Estamos negociando com a Nike. Sujeito a validação de quem assumir", declarou ao mandatário ao Net Flu, ressaltando, porém, que o acordo, para ser oficialmente sacramentado, dependerá de quem vencer as eleições do próximo dia 26 de novembro, quando Pedro Abad, Mário Bittencourt e Celso Barros disputam o a presidência do clube carioca.

Publicidade
Publicidade

Há dois anos, o Flu esteve bem perto de firmar um vínculo com a Nike, mas, por conta de um possível desentendimento entre as duas partes, Peter Siemsen optou por manter a parceira antiga, naquela ocasião, a Adidas. O dirigente, porém, nega tal informação.

"Nunca briguei com a Nike ou com Adidas. A empresa não ficou chateada em nenhum momento. São negociações comerciais que qualquer um faz. Escuta sempre outras opções para decidir", encerrou.

Publicidade

Depois de quase duas décadas com a Adidas, o Fluminense optou por uma troca e, no meio dessa temporada, aceitou uma proposta de pouco mais de R$ 13 milhões anuais da Dryworld, do Canadá. Essa união, a princípio válida por cinco anos, no entanto, gerou sérios problemas (atrasos no pagamento das verbas e na entrega dos uniformes) e, desde então, o clube vem buscando alternativas no mercado. De acordo com reportagem do jornal Extra neste sábado, existem outros três grupos de fornecedores (nomes não revelados)conversando com o Tricolor, mas a Nike é favorita para ser a escolhida.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol Fluminense

Dentro das quatro linhas, o Fluminense segue buscando uma vaga na Taça Libertadores de 2017 e, para isso, necessita ficar entre os seis melhores do atual Campeonato Brasileiro. No momento, ocupa o nono lugar com 49 pontos, três a menos do Atlético-PR, sexto colocado.

Se não quiser ficar distante do G-6, o Tricolor precisa de uma sequencia de vitórias nas últimas três rodadas do Brasileirão, a começar de domingo, às 17h (de Brasília), diante da Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, em Campinas, interior de São Paulo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo