Lisca, novo técnico do Internacional, tem, ao mesmo tempo, a maior oportunidade e o maior barco furado da carreira ao assumir o Colorado na luta contra o rebaixamento faltando apenas três partidas.

Se conseguir o objetivo, é bastante possível que continue no comando do time gaúcho. Porém, se for rebaixado, Lisca estará intimamente ligado ao fracasso.

Sua contratação surpreendeu a muitos, já que ele não é considerado um técnico de ponta do futebol brasileiro.

Mas, afinal, quem é Lisca?

Seu nome é Luiz Carlos Lima de Lorenzi e tem 44 anos. Sua ligação com o Internacional é familiar, já que seu bisavô (Carlos de Lorenzi) e seu avô (Jorge de Lorenzi) foram goleiros do clube.

Iniciou a carreira de treinador em 1990, trabalhando nas escolinhas do Colorado. Acumulou 17 anos de experiência ao dirigir as categorias de base do próprio Inter, Grêmio, São Paulo e Fluminense.

A sua primeira experiência como técnico de um time profissional foi em 2001, quando assumiu o Ulbra-RS no Campeonato Gaúcho.

Lisca dirigiu o time B do Internacional, equipe que representou o clube no início do Gaúchão de 2007, pois o time principal teve as férias esticadas por ter disputado e vencido o Campeonato Mundial de 2006. Só que as três derrotas consecutivas o derrubaram rapidamente. A partir de então Lisca passou a dedicar-se a treinar times profissionais, tendo dirigido equipes como Brasil de Pelotas-RS, Juventude, Luverdense, Cxias, Novo Hamburgo, Sampaio Corrêa, entre outros, Destacou nacionalmente ao dirigir o Náutico e o Ceará.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Sport Club Internacional

Apesar de seu tom de montar equipes organizadas, Lisca ganhou projeção principalmente pelo seu temperamento explosivo e suas loucuras. Ganhou o apelido de Lisca Doido por várias razões, como a vez que subiu no alambrado e comemorou sem camisa junto com a torcida do Náutico uma vitória sobre o Santa Cruz, ou provocou um adversário desafeto antigo com dancinha ou usar as redes sociais para agitar.

Em campo, o técnico mostrou que é capaz de fazer excelentes trabalhos, como livrar o Ceará do rebaixamento para a Série C em 2015.

Quando chegou ao Ceará, o Vovô estava 12 pontoa atrás do primeiro time fora do Z-4. Com um aproveitamento de 70%, manteve o alvinegro cearense na Série B e foi idolatrado pela torcida. Recentemente treinou o Joinville na Série B por três meses, sendo demitido após 12 jogos em que venceu três, empatou quatro e perdeu cinco.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo