Após dois anos e quatro meses do trágico “7 a 1” para a Alemanha, pela Copa do Mundo de 2014, a seleção brasileira retorna ao Mineirão, na noite desta quinta-feira, a partir das 21h45, pela 11ª rodada das Eliminatórias da Copa de 2018, justo contra seu maior rival, a Argentina. Após quatro vitórias e com a confiança alta, o Brasil ocupa a liderança das eliminatórias, com 21 pontos, e tenta disparar na liderança, já que a seleção do Uruguai está em segundo lugar, com apenas um ponto de diferença.

Já a Argentina, que ocupa a sexta colocação, tenta subir na tabela e entrar na zona de classificação para a Copa.

Para o confronto de hoje o Brasil conta com três jogadores remanescentes da seleção que estava em campo na goleada para a Alemanha em 2014: Marcelo, Paulinho e Fernandinho. Com o zagueiro Rodrigo Caio, do São Paulo, no lugar de Oscar, do Chelsea, a seleção brasileira, que ainda não conta com Casemiro, contundido, deve entrar com a seguinte formação: Alisson; Marcelo, Miranda, Marquinhos e Daniel Alves; Fernandinho, Paulinho e Renato Augusto; Neymar, Philippe Coutinho e Gabriel Jesus.

A, Argentina, sem Dybala e Gaitán (lesionados), deve entrar com a seguinte formação: Romero; Mas, Mori, Otamendi e Zabaleta; Mascherano, Biglia, Pérez e Di María; Messi e Higuaín.

Neymar x Messi

Parceiros e amigos inseparáveis de Barcelona, Neymar e Messi estarão em lados opostos.

Messi, há mais tempo na ativa que o brasileiro, leva vantagem: são 114 jogos pela Argentina e 54 gols, superando Gabriel Batistuta como maior goleador da seleção. Pelo clube catalão são 500 gols, entre jogos oficiais e não oficiais.

Neymar é o quarto colocado entre os maiores artilheiros da seleção brasileira. Com 49 gols em 73 partidas, o atacante tem apenas 23 gols a menos que Pelé, o recordista.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Neymar

Enquanto ele não chega ao topo com o Brasil, seu papel como líder vem aumentando após a conquista inédita da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio 2016.

Bauza x Tite

Para ambos, o clássico será o maior desafio deles até agora: Edgardo Bauza e Tite, que assumiram o comando de suas respectivas seleções, Argentina e Brasil, há apenas quatro jogos. Tite vem em boa fase, com quatro vitórias consecutivas e recuperando cada vez mais a confiança dos brasileiros.

Já Bauza não conseguiu bons resultados, vencendo apenas o Uruguai em sua estreia, empatando com Venezuela e Peru, e sendo derrotado pelo Paraguai, em casa, na última rodada.

Em confrontos diretos os dois técnicos se enfrentaram apenas uma vez, pelo Campeonato Paulista deste ano, quando o Corinthians venceu o São Paulo por 2 a 0.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo