O atacante Grafite é a grande contratação do Atlético-PR para a temporada de 2017. Mesmo com vínculo com o Santa Cruz válido até o final do ano que vem, ele preferiu ceder à proposta do Furacão, que vai disputar a Taça Libertadores da América.

Grafite marcou 13 gols no Campeonato Brasileiro deste ano - 24 em toda a temporada - e foi um dos destaques do #Futebol nacional em 2016. Seu desempenho, entretanto, não foi o suficiente para tirar o Santa Cruz do rebaixamento para a Série B do ano que vem. Assim, o atacante decidiu usar a cláusula que permitia uma transferência antes do fim do contrato caso o time pernambucano não se mantivesse na elite do futebol brasileiro.

O jogador fez exames médicos na sede do clube e assinou contrato válido por um ano. Em suas primeiras palavras como novo atacante do Atlético-PR, Grafite disse que está "muito feliz" em defender as cores do clube rubro-negro. O atleta espera se aprimorar para fazer uma boa temporada: "Vou dar o meu melhor dentro de campo, procurar marcar gols e ajudar a equipe", completou.

Será o reencontro de Grafite com o técnico Paulo Autuori. Os dois já estiveram juntos em 2005, no título do Mundial de Clubes pelo São Paulo. Na temporada de 2017, a principal missão será a disputa da Taça Libertadores da América. O Atlético-PR começará a competição na fase preliminar, por ter terminado em sexto lugar no Campeonato Brasileiro de 2016.

Aos 37 anos, Grafite vai disputar sua quarta Libertadores na carreira.

Os melhores vídeos do dia

O jogador foi revelado na Matonense e jogou na Ferroviária antes de fazer sua primeira passagem pelo Santa Cruz. Teve uma rápida passagem pelo Grêmio, mas foi transferido para o futebol sul-coreano. De volta ao Brasil, jogou no Goiás e chamou a atenção do São Paulo, sendo levado para o Tricolor Paulista em 2004. Pelo clube do Morumbi, fez parte do elenco que conquistou a Taça Libertadores e o Mundial de Clubes, ambas em 2005.

No ano seguinte, jogou uma temporada no Le Mans, da França. Em 2007, foi transferido para o Wolfsburg, da Alemanha. Ajudou o time a conquistar o Campeonato Alemão da temporada 2008-09, o primeiro título nacional da história dos Wölfe. Com as boas atuações, Grafite acabou convocado para a Copa do Mundo de 2010.

Antes de voltar ao futebol brasileiro, Grafite esteve no Al-Ahli, dos Emirados Árabes, e no Al Sadd, do Qatar. #Esporte #PaixãoPorFutebol