O Corinthians está no mercado buscando outras opções para o seu ataque. O clube paulista está muito perto de oficializar a contratação do atacante inglês Colin Kazim, que foi um dos destaques do ataque do time paranaense Coritiba no último brasileirão. O jogador atuou ainda pelos times turcos Fenerbahçe e Galatasaray, pelo time holandês Feyernoord e pelo time escocês Celtic.

O acordo entre o clube paulista e o atacante depende apenas dos exames médicos que deverão ser realizados até os primeiros dias do ano de 2017.

Publicidade

Os dirigente do Corinthians enxergam em Kazim um ótimo nome para complementar o ataque do clube paulista junto com o atacante Jô, que também foi contratado nesta janela de transferências. Kazim pode exercer várias funções ofensivas, podendo atuar tanto centralizado como aberto na frente.

Em uma entrevista para a Rádio Bandeirantes, o técnico do clube paulista, Fábio Carrile, afirmou que a negociação com Kazim está caminhando bem e que poderia ter sido concretizada até mesmo nesta manhã.

O atacante de 33 anos seria o terceiro reforço oficializado pelo Corinthians, que já acertou as contratações dos atacantes Jô, que não estava livre no mercado, e de Luidy, que foi um dos destaques do CRB na série B do ano de 2016.

Corinthians também tenta a contração do atacante William Pottker

Na entrevista concedida por Fábio Carrile para a Rádio Bandeirantes, o técnico do clube paulista também afirmou que o Corinthians estava com negociações avançadas para a contratação do atacante William Pottker, que foi um dos destaques da equipe da Ponte Preta no brasileirão de 2016, sendo o artilheiro da competição com 14 gols somados.

Fábio Carrile ainda afirmou que o atacante já estava na mira do clube paulista desde o começo de 2016, quando ainda atuava pela Linense, sendo também um dos destaques do time no campeonato paulista deste ano.

Publicidade
Os melhores vídeos do dia

Um dos fatores que podem ajudar na concretização do negócio é o interesse por parte da Ponte Preta de colocar o atacante em uma vitrine do futebol brasileiro, o que poderia render, em um futuro, um grande lucro em uma possível venda do jogador.