Nesta sexta-feira (2), acontecerá o velório coletivo na Arena Condá, em Chapecó. E umas das presenças confirmadas na ocasião é do presidente da Federação Internacional de Futebol (FIFA), Gianni Infantino, que cancelou seus compromissos e confirmou a sua presença.

Nesta quinta-feira (1º), a informação de que o presidente da Fifa irá a Chapecó para acompanhar o velório foi confirmada ao ESPN.com.br pela acessória de impressa da entidade que rege o futebol mundial. Porém, ainda não está definido quando o suíço vai viajar para a cidade.

Gianni Infantino solicita alteração da sua agenda para poder viajar ao Brasil

Segundo o jornalista Sergio Rangel, da Folha de São Paulo, o suíço Gianni Infantino irá reorganizar sua agenda para poder viajar a cidade catarinense, berço da Chapecoense, onde acontecerá o velório dos jogadores e da comissão técnica do clube catarinense e as homenagens a todas as vítimas do acidente aéreo que matou 71 pessoas na Colômbia.

O presidente da Fifa teria planejado viajar a Nova Guiné para assistir a decisão da Copa do Mundo Sub-20 de futebol feminino no próximo sábado. Mas ele solicitou uma alteração na sua agenda para poder participar das últimas homenagens as vítimas do acidente aéreo.

Declaração do presidente da Fifa sobre a queda do avião da Chapecoense

Nos primeiros dias da semana, Gianni Infantino se manifestou sobre a tragédia que vitimou 71 pessoas.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol

Dentre as vítimas, estavam membros da comissão técnica, 19 jogadores da Chapecoense, jornalistas, tripulantes e convidados. Diante dessa tragédia, conseguiram sobreviver 6 pessoas.

O dirigente fez a seguinte declaração "É um dia muito triste para o futebol. Lamentamos profundamente a queda do avião na Colômbia, uma tragédia chocante. Neste momento difícil, nossos pensamentos estão com as vítimas, suas famílias e amigos.

Nossos sinceros pêsames aos torcedores, à comunidade do futebol e aos meios de comunicação brasileiro envolvidos na tragédia", afirmou Infantino ao site oficial da entidade.

Velório Coletivo deve receber cerca de 100 mil pessoas

Nesta quinta-feira, a Chapecoense, a Polícia Militar, a Polícia Rodoviária Federal, a Prefeitura de Chapecó e o Governo de Santa Catarina fizeram uma simulação de como acontecerá o velório das vítimas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo