Dona Alaíde Padilha, mãe do goleiro Danilo, deu uma entrevista emocionante ao repórter Guido Nunes, do canal a cabo SporTV. Dando um exemplo de coragem, a senhora que levou o repórter às lágrimas e o consolou com um abraço, disse ter passado por momentos tensos por conta de informações desencontradas que recebeu por parte da mídia durante cerca de 12 horas, sem saber o real estado de saúde do ex-jogador.

Entrevista interrompida

Durante a entrevista, dona Alaíde conta como sofreu primeiramente ao saber que o filho havia sobrevivido mas sem ter detalhes sobre seu estado de saúde e logo após por surgirem inúmeros boatos sobre seu falecimento, principalmente por conta das informações desconexas de órgãos como a Cruz Vermelha Colombiana e a Força Aérea do país.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Polícia

Tais boatos que infelizmente vieram a se concretizar às 15hs do dia 29.

A mãe do goleiro contou que sua casa ficou lotada de amigos e familiares, os quais partilharam com ela a tensão em não saber como o ex-jogador da Chapecoense se encontrava.

Alaíde confirmou a presença dela e de outros familiares de Danilo no velório coletivo que ocorrerá amanhã na Arena Condá, em Chapecó e comentou sobre a tristeza de não ter mais o filho por perto.

A entrevista foi interrompida quando a senhora questionou Guido, sobre como ele se sentia por ter perdido tantos amigos e colegas de trabalho. Guido que não conteve as lágrimas e se emocionou bastante, sendo consolado com um abraço oferecido por Alaíde em nome da imprensa.

Neste momento a entrevista foi interrompida pois o repórter estava sem condições de falar.

Veja o vídeo abaixo:

Exemplo de força

Sobre o seu luto, Alaíde comentou na entrevista que está encontrando forças em Chapecó, ao ver o carinho que as pessoas de lá tinham e ainda têm pelo filho dela. Alaíde também disse que deseja abraçar todas as pessoas, fãs de Danilo e os demais que passarem pelo velório coletivo na Arena Condá para prestar sua última homenagem ao atleta.

Os melhores vídeos do dia

São esperadas cerca de 100 mil pessoas na Arena para se despedir dos jogadores e comissão técnica.