Anúncio
Anúncio

Parma e JEC decidiram nesta quarta-feira (28), quem ficaria com o título do segundo turno do Campeonato Piauiense de Futsal, jogo que ficou marcado por um lance totalmente incomum – e antidesportivo -, que provocou tumulto em quadra e, não fosse pela ação da turma do “deixa disso” poderia ter acabado em agressões mais graves.

A partida já estava caminhando para seu final e o Parma vencia pelo placar de 3 a 2. Nessa altura, o técnico do JEC decidiu arriscar com o goleiro-linha para tentar o empate. Mas em uma das descidas para o ataque, o goleiro foi desarmado e a bola sobrou para Richarlison, que bateu para a meta vazia e se preparava para comemorar o gol que sacramentaria o título, mas foi ai que o inesperado aconteceu.

Anúncio

O jogador Belauto, que estava no banco de reservas, invadiu a quadra e chutou a bola antes que ela ultrapasse a linha fatal, evitando que sua equipe sofresse o quarto gol. A arbitragem cumpriu a regra e mostrou cartão vermelho para o atleta, que saiu comemorando e sendo ovacionado pela torcida, que gritava seu nome. O lance irritou Paulo Evaristo, técnico do Parma, que foi para cima do jogador. Eles trocaram xingamentos e a partida ficou alguns minutos paralisada.

O jogo foi reiniciado e o Parma conseguiu fazer seu quarto gol, desta vez sem ninguém invadir a quadra para tentar impedir. Ao final do confronto, o técnico Paulo Evaristo não poupou críticas ao jogador adversário, dizendo que nunca tinha visto nada parecido em 35 anos de futsal.

Anúncio
Os melhores vídeos do dia

Ele pediu desculpas por seu comportamento, mas classificou o ocorrido como sendo uma situação de falta de ética esportiva imensurável, um desrespeito total.

O treinador do JEC, Leonardo Silva, também lamentou o incidente, afirmando que a atitude do jogador de sua equipe mancha a competição. Ele reconheceu que o adversário teve as melhores oportunidades e mereceu sair de quadra com o resultado positivo.

Sem muito tempo para descanso, o Parma voltará a jogar nesta quinta-feira (29), quando encara o Cobra D'água, campeão do primeiro turno, na grande final estadual. O duelo terá como palco o Iate Clube, em Teresina.