A tragédia que envolveu a delegação da Chapecoense na Colômbia só não foi mais dolorosa porque seis sobreviventes conseguiram ser resgatados e atenuaram a dor em decorrência das outras 71 mortes. Entre os que se salvaram, o lateral Alan Ruschel tem apresentado gradativa melhora, mas, segundo seu pai, Flávio, não se lembra de nada do que ocorreu.

Assim que soube do acidente, Flávio Ruschel se organizou para ir a Medellín e está junto ao filho no Hospital San Vicente. Do Brasil, a irmã de Alan, Amanda, atualiza as informações através do seu perfil no Instagram.

Publicidade

Em uma nova postagem, ela deu mais detalhes sobre o estado de saúde do jogador.

"Palavras do meu pai - "Estou feliz com a melhora do meu filho. Depois de dias de angústia, conseguir ouvir novamente a sua voz. Me perguntou várias coisas, quando voltaria para casa, o que havia ocorrido, se outros se machucaram... eu eu perguntei se ele lembrava de alguma coisa, mas disse que não".

Flávio apresentou um vídeo enviado pela família a Alan, e ainda disse que Follmann e Neto, os dois outros jogadores da Chape que sobreviveram, passam bem.

A equipe médica que está atendendo os jogadores deu entrevista coletiva neste sábado e avaliou o estado dos três como "crítico, mas estável". Todos eles estão evoluindo gradativamente.