Após a confirmação de fraude nos documentos do jogador Brendon Matheus, o Paulista foi desclassificado da Copa São Paulo de Futebol Júnior. O time estava classificado para a final, nesta quarta-feira (25), no Pacaembu, contra o Corínthians, mas em seu lugar entrará o Batatais, time até então eliminado na semifinal pela equipe de Jundiaí.

A eliminação foi confirmada na tarde do dia 23 por Antônio Olim, presidente do Tribunal de Justiça Desportiva, em entrevista coletiva na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF).

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Segundo Olim, a responsabilidade da fraude é do jogador e não houve má-fé do clube. Dessa forma, o Paulista não será punido, mas apenas eliminado.

O regulamento da competição prevê a suspensão do clube por cinco anos do torneio, mas essa regra não será aplicada.

Antônio Olim afirmou que a maior punição do time é não jogar a final. Ele lamentou que os mais punidos foram os jogadores e chamou Brendon (ou Helton, na verdade) de criminoso.

Entenda o caso

Brendon Matheus, destaque da competição, na verdade se chama Helton Matheus Cardoso Rodrigues, e utilizou os documentos de um primo para "ter" menos idade e ser considerado um jogador sub-20 amador. Helton nasceu em 1994 e Brendon, em 1997. Com sua idade verdadeira, 23 anos, Helton estaria fora da idade limite para participar do torneio como jogador júnior.

O verdadeiro Brendon Matheus Araújo Lima dos Santos, seu primo, encontra-se preso no Rio de Janeiro, por envolvimento no tráfico de drogas e assalto com arma de fogo a um posto de gasolina em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro.

O presidente do Paulista, Pepe Verdugo, isenta o clube de participação na fraude.

Os melhores vídeos do dia

Segundo ele, o clube recebeu do jogador os documentos já alterados.

A denúncia da fraude ocorreu no sábado (21), mas, mesmo assim, o jogador foi convocado e participou do jogo em que o time venceu o Batatais por 5 a 1, no domingo (22), ganhando a vaga na final de quarta-feira. Na tarde de hoje (23), os dirigentes do Paulista e o agente do jogador estiveram presentes na Federação Paulista de Futebol, onde foi decidida a desclassificação do time no torneio.