Se a primeira impressão é a que fica, o torcedor do Fluminense, mesmo com os poucos investimentos antes do início da temporada, pode ter esperanças de um ano melhor. No clássico da rodada de abertura do Campeonato Carioca de 2017 deste domingo, no Engenhão, o Tricolor, com autoridade, fez 3 a 0 sobre o Vasco.

Somando os três primeiros pontos e favorecido pelos empates nos outros jogos da chave (Bangu X Portuguesa e Resende X Volta Redonda, ambos terminaram 2 a 2), o Flu assume a liderança isolada do Grupo B, enquanto o Gigante da Colina é o lanterna da chave.

Em uma jogada de bola parada, sua maior especialidade, o Vasco poderia ter saído em vantagem logo no início do clássico, mas Luan, sem marcação, depois de escanteio batido por Nenê, cabeceou no travessão.

Depois do susto, o Fluminense começou a tocar a bola e, aos 26 minutos, abriu o placar quando Sornoza lançou, Henrique Dourado escorou de calcanhar, Douglas dividiu com Martin Silva e Wellington Silva, com o gol vazio, só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

Sete minutos depois, Sornoza, em bela jogada individual, arrancou pela direita, driblou dois vascaínos e, na saída de Martin Silva, tocou para o meio da área. Sem goleiro, Henrique Dourado, como um típico centroavante, escorou, ampliando para o Fluminense.

Tendo Guilherme e Ederson nas vagas dos apagados Escudero e Éder Luís, o Vasco começou o segundo tempo pressionando, mas só teve uma grande oportunidade aos oito minutos com Thales, que, de dentro da grande área, sem marcação, isolou a bola.

Vendo o domínio do adversário, o técnico Abel Braga resolveu tirar o equatoriano Sornoza e promoveu a entrada do volante Luiz Fernando.

Os melhores vídeos do dia

Com essa modificação, o Fluminense bloqueou o ímpeto cruzmaltino e passou a criar várias oportunidades. Até que, aos 36 minutos, em um contra-ataque fulminante, Gustavo Scarpa serviu Marcos Junior. O atacante, que havia substituído Wellington Silva, entrou pela direita e esperou para, na saída de Martin Silva, sacramentar o resultado.

O quarto poderia ter vindo com o zagueiro Henrique, mas Martin Silva, de maneira arrojada, defendeu a finalização à queima-roupa do defensor.

Ambos voltam a campo no meio de semana. Na quarta, às 16h30 (de Brasília), no estádio de Moça Bonita, o Fluminense mede forças contra o Resende. Nos mesmos local e horário, só que na quinta, o Vasco tenta a reabilitação, encarando o Bangu.