A crise no Barcelona é evidente e já ultrapassou os limites do vestiário. A imprensa espanhola a todo momento fala dos problemas internos de um dos clubes mais poderosos do mundo. Existe um descontentamento de alguns líderes do grupo de jogadores contra questões administrativas e Futebolísticas adotadas pela direção do clube espanhol. A saída do técnico Luis Henrique já é encarada com naturalidade junto à mídia esportiva da Espanha. O treinador mais bem pago do mundo, 18 milhões de euros, não tem conseguido fazer o time jogar como na temporada passada e a ausência de vitórias para uma equipe tão poderosa só faz aumentar a crise.

Como se não bastasse isso, os jogadores decidiram não viajar para a Suíça na cerimônia que concedeu o prêmio The Best da FIFA para o português Cristiano Ronaldo.

O argumento oficial era de que optaram por se preparar para a partida contra o Athletic Bilbao pela Copa do Rei. Posteriormente, essa versão foi desmentida pela imprensa apontando que o verdadeiro motivo era um protesto dos jogadores pela falta de apoio do clube para a indignação dos atletas contra os erros de arbitragem no Campeonato Espanhol.

Dentro desse momento conturbado do Barcelona está a situação do brasileiro Neymar. O atacante vive seu pior momento desde que chegou ao clube espanhol em 2013. Sendo a segunda maior contratação do time. atrás apenas de Lionel Messi, as cobranças são proporcionais ao seu status. Um levantamento do jornal inglês The Sun mostra que Neymar marcou apenas seis gols nesta temporada.

Em contrapartida Messi balançou as redes 25 vezes e Luis Suárez se fez presente no marcador em 15 oportunidades.

Os melhores vídeos do dia

Esses números fazem com que o atacante da Seleção Brasileira tenha contribuído com apenas um terço dos gols da equipe catalã na atual temporada. Neymar vive uma "seca" de gols incomum no Barcelona e inclusive na sua carreira. Há 11 jogos sem marcar, o brasileiro só enfrentou um momento pior em 2009, quando ainda jogava pelo Santos quando ficou 14 partidas sem balançar as redes. A fase é tão ruim que Neymar foi alcançado no número de gols por outro brasileiro, o Rafinha, que atua no Barcelona B.

A imprensa inglesa avalia que as mirabolantes ofertas que Neymar recebeu do PSG no início do ano passado mexeram com o brasileiro e isso tem sido responsável por afetar seu rendimento dentro de campo. Apesar da fase ruim, o camisa 11 do Barcelona conta com o apoio dos seus companheiros e principalmente do técnico Luis Henrique. Questionado a respeito da fase ruim de Neymar, o treinador declarou que o brasileiro já demonstrou ao longo da carreira que tem maturidade e capacidade para superar situações difíceis. O treinador também manifestou convicção de que o atacante voltará a marcar gols em breve.