Na tarde de hoje, o goleiro Vanderlei deu um susto na torcida santista. O atleta teve que sair mais cedo do treino no CT Rei Pelé, após sofrer uma bolada no dedo do meio da mão esquerda, que o fez torcê-lo. A atividade teve que ser parada para o atendimento ao camisa 1, que ficou no chão sentindo um pouco de dor.

A comissão técnica teve que colocar gelo e enfaixar a mão de Vanderlei, nesses casos o inchaço é rápido, além da dor. O goleiro saiu do gramado com o braço esquerdo apoiado no corpo e com o olhar fixo no céu, com ar de muito preocupado. O camisa 1 santista não é de se machucar, por isso, traz grande apreensão aos torcedores, aos companheiros e a toda comissão técnica.

Ainda hoje o goleiro vai passar por um exame de raio-x para saber a gravidade da lesão ou se foi apenas um susto mesmo. Consequentemente, o atleta virou dúvida para a partida de domingo de manhã, às 11h, no Pacaembu, contra o RedBull Brasil, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. Caso ele não consiga estar à disposição de Dorival Jr., Vladimir deverá assumir o posto. Uma outra opção seria colocar o jovem João Paulo que até vinha sendo relacionado para os outros jogos do Peixe.

A comissão técnica fica preocupada com as lesões que começaram a aparecer no clube. Renato nessa semana deixou a torcida mais triste, com a informação de sua contusão e com previsão de ficar um tempo, considerável, fora dos gramados por um estiramento na panturrilha. Com isso Leandro Donizete, novo reforço, vai ficar com a sua vaga e fazer a estreia com a camisa do Peixe.

Os melhores vídeos do dia

Outro atleta que ainda não jogou em 2017 por um problema de saúde foi Ricardo Oliveira. Ele pegou caxumba no início do ano, fazendo com que atrasasse a sua reapresentação no clube e tivesse que ter umas férias prolongadas. Ele voltou a treinar essa semana e nos últimos dias teve seu primeiro contato com a bola. A previsão é que retorne a uma partida na quinta ou sexta rodada do Paulistão.

A equipe tem treinado e deve entrar em campo no domingo é: Vanderlei (Vladimir), Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Yuri e Zeca; Leandro Donizete, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno, Copete e Rodrigão.