Não é de agora que Vasco e Fluminense estão disputando jogadores de base, isso é uma ''briga'' de muito tempo. O tricolor vem levando a melhor na maioria dos casos, pegando os jovens atletas cruzmaltinos. Os de mais destaque recentemente, e que foram vendidos para clubes da Europa são: o atacante Kenedy do Chelsea e Marlon do Barcelona. Nesta semana, mais um acabou saindo de São Januário em direção às Laranjeiras, trata-se do goleiro Yuri de 19 anos, que estava no clube desde o mirim e, em 2013, chegou até a treinar entre os profissionais.

No ano passado, o Vasco perdeu alguns meninos promissores para o Fluminense, os quais também podem ser inclusos nesta lista, como o caso de Agner, artilheiro no futsal, que com sete anos tinha mais de 100 gols pelo cruzmaltino.

Outro é o atacante Caio Dantas, de 12 anos, uma das joias que também deixou o gigante da colina em direção ao Tricolor.

Vídeo de Agner

Caminho contrário

Apesar de ter se dado pior, o cruzmaltino conseguiu recuperar alguns atletas como Paulo Vitor de 17 anos, que começou sua trajetória no Vasco. O Fluminense chegou a contratá-lo, mas ele acabou voltando para a colina. Logo no retorno do presidente Eurico Miranda, ele tratou de trazer o garoto de volta, em 2015.

O volante Íkaro é outro que também fez o caminho inverso da maioria, deixou o Tricolor para assinar com o Vasco, quando estava com 19 anos, porém agora defende o Atlético-GO.

No profissional

Quando tinha a parceria da Unimed, o Fluminense tirou alguns destaques do rival. Leandro Amaral, amado pelos vascaínos acabou parando no Tricolor, assim como Dario Conca.

Os melhores vídeos do dia

Perdas para outro rival

Assim como os que deram certo e o Fluminense conseguiu vender, é possível lembrar de outros jovens perdidos pelo Vasco, que também deslancharam por outro time. O lateral Jorge, ex jogador do Flamengo, passou pelo futsal do cruzmaltino, mas acabou aparecendo para o futebol pelo rubro-negro.

O volante Muralha é mais um a chegar no profissional por outro clube, mas que fez a base toda pelo Vasco. Em 2010, não renovou com o Vasco, e seguiu para Gávea, onde atuou pela equipe principal.